GP Bélgica: Grande corrida em perspetiva

Depois da 68ª pole, 4.2s mais rápida que o registo de 2016, Hamilton vai no mínimo ter muita luta pois tanto os dois Ferrari como o seu companheiro de equipa não andam longe e o mesmo sucede com os dois Red Bull. De qualquer forma, fica por saber se a Mercedes irá igualar ou bater o ritmo de corrida que os Ferrari mostraram nos treinos livres com os pneus ultra macios, isto depois de também terem sido muito rápidos com os macios. A Ferrari teve um grande ritmo nos treinos livres de sexta com os pneus com que vai iniciar a corrida e isso pode dar aos carros vermelhos uma boa vantagem inicial.

Na qualificação aconteceu um bom jogo de equipa por parte da Ferrari, pois Kimi Raikkonen cometeu um erro na sua última volta e ao ver Vettel nos espelhos , ajudou-o: “O Kimi teve que abortar a sua volta e depois foi muito generoso ao rebocar-me. Não foi planeado, mas sim espontâneo”, disse o alemão que dessa forma suplantou mais facilmente Valtteri Bottas.

Quanto à Red Bull, irá lutar pelo pódio, e mais do que isso, só seguindo a sugestão de Christian Horner: “Adorávamos caísse água o dia todo, mas parece pouco provável”. Max Verstappen diz-se “surpreendido por estar tão perto dos Ferrari, e acredito que vamos estar perto na corrida”, e o mesmo diz Ricciardo: “Mesmo que não tenhamos um ritmo tão alto talvez consigamos manter os pneus a funcionar mais tempo em corrida, é nisso que aposto”

No segundo pelotão, a Renault parece forte e até Jolyon Palmer tem estado a mostrar que pode somar os primeiros pontos. Os dois Force India vão ter uma boa luta com os dois Renault, depois de Sergio Perez finalmente bater Esteban Ocon na qualificação, depois de nos treinos livres o francês se ter destacado. Fernando Alonso deverá andar ali por perto, suplantando no braço as fraquezas do motor, e também os Haas e Toro Rosso não parecem estar longe. dos Williams é que não se espera muito nesta corrida.

Quanto às estratégias de pneus, a Pirelli acredita que a mais rápida será uma paragem, com um stint inicial de 14 voltas nos ultra macios e as restantes 30 com os macios. Uma estratégia de 17 voltas com super macios seguida de outra com macios, parece em teoria ser um pouco mais lenta. Uma possível estratégia de duas paragens, com 10 voltas mais 17 voltas em ultra macios e super macios é, novamente em teoria, a mais lenta. Tudo o resto depende da velocidade de cada piloto em pista. Está tudo preparado, a partir das 13h00 espera-se uma grande corrida…

Grelha de partida com penalizações…

1 Lewis Hamilton MERCEDES 1:42.553
2 Sebastian Vettel FERRARI 1:42.795
3 Valtteri Bottas MERCEDES 1:43.094
4 Kimi Räikkönen FERRARI 1:43.270
5 Max Verstappen RED BULL RACING TAG HEUER 1:43.380
6 Daniel Ricciardo RED BULL RACING TAG HEUER 1:43.863
7 Nico Hulkenberg RENAULT 1:44.982
8 Sergio Perez FORCE INDIA MERCEDES 1:45.244
9 Esteban Ocon FORCE INDIA MERCEDES 1:45.369
10 Jolyon Palmer RENAULT sem tempo
11 Fernando Alonso MCLAREN HONDA 1:45.090
12 Romain Grosjean HAAS FERRARI 1:45.133
13 Kevin Magnussen HAAS FERRARI 1:45.400
14 Carlos Sainz TORO ROSSO 1:45.439
15 Lance Stroll WILLIAMS MERCEDES 1:46.915
16 Felipe Massa WILLIAMS MERCEDES 1:45.823
17 Marcus Ericsson SAUBER FERRARI 1:47.214
18 Pascal Wehrlein SAUBER FERRARI 1:47.679
19 Daniil Kvyat TORO ROSSO 1:46.028
20 Stoffel Vandoorne MCLAREN HONDA