GP da Áustria: Andrea Dovizioso vence em corrida de loucos

Andrea Dovizioso (Ducati) conquistou a vitória no GP da Áustria que teve lugar este domingo em Red Bull Ring numa corrida intensa e onde Marc Márquez (Honda) que saiu da pole position, foi um duro adversário do italiano que garantiu a vitória na última curva.

Na largada, Jorge Lorenzo (Ducati) disparou na frente, assumindo o comando, com Marc Márquez (Honda) atrás do piloto da Ducati, seguido de Andrea Dovizioso e Valentino Rossi (Yamaha) que fez um bom arranque.

Lorenzo tentou manter um ritmo forte na primeira volta e conseguiu abrir uma diferença de um segundo para os seus perseguidores, alcançando na segunda volta o tempo mais rápido de corrida ao rodar em 1m24,641s, tempo pouco depois batido por Rossi, com o italiano a tentar chegar ao terceiro lugar ocupado por Dovizioso.

Na frente Márquez encostava em Lorenzo que não conseguia dilatar a vantagem que alcançou nas primeiras duas voltas.

A tentar chegar ao grupo da frente, Johann Zarco (Monster Yamaha Tech3) era quinta e o mais rápido em pista ao rodar em 1m24,312s, e por isso não tardou Zarco estivesse na roda de Rossi. Isto numa altura em que Márquez cometia um ligeiro erro permitindo que Dovizioso subisse à segunda posição.

A 17 voltas do final Dovizioso aperta com Lorenzo e assume o comando, mas na resposta é Marc Márquez que aproveita uma trajectória mais larga do italiano da Ducati para passar para a frente. Isto numa altura em que Zarco num ataque a Rossi, vê Dani Pedrosa (Honda) aproveitar e passar os dois pilotos e subir ao quarto lugar atrás de Lorenzo.

No entanto a 11 voltas do final, Márquez volta a sair largo permitindo que Dovizioso aproveitasse para chegar à liderança, os dois conseguiram abrir ligeiramente dos seus perseguidores, alcançando um pouco mais de um segundo de vantagem sobre Dani Pedrosa que era terceiro e Jorge Lorenzo que tinha caído para o quarto lugar.

Na luta Ducati versus Honda pela liderança Márquez voltava a surpreender Dovizioso a oito voltas do final, com o líder do Mundial a regressar ao comando da prova, acabando o italiano da Ducati por responder na volta seguinte para ascender ao comando.

Com a guerra entre os dois da frente ao rubro com trocas constantes de líder, Dani Pedrosa acabou por entrar na luta pela vitória na corrida a seis voltas do final.

O ritmo de Dovizioso e Márquez era verdadeiramente demolidor, acabando os dois por voltarem a abrir uma ligeira vantagem para Pedrosa, que mostrava dificuldades para entrar no ritmo dos dois da frente.

Até final foi uma guerra a dois pela vitória na 11ª ronda do Mundial com Márquez a tentar uma ultrapassagem no braço na última curva, mas foi Dovizioso mais astuto a conseguir evitar o ataque de Márquez e a vencer a corrida, permitindo à Ducati repetir a vitória de 2016 em Red Bull Ring.

Márquez foi segundo a 0,176s, enquanto o terceiro lugar foi ocupado por Dani Pedrosa a 2,661s, que terminou na frente de Jorge Lorenzo a 6,663s do vencedor.

Nota ainda para Valentino Rossi que não foi além do sétimo lugar a 8,995s de Dovizioso, atrás do seu companheiro de equipa Maverick Viñales que terminou a 7,447s do vencedor.

Nas contas do campeonato, Marc Márquez reforçou a liderança e soma agora 174 pontos, enquanto Maverick Viñales é agora segundo com 158 pontos e Maverick Viñales é terceiro com 150 e Valentino Rossi que ocupa a quarta posição com 141 pontos e Dani Pedrosa é quinto com 139 pontos.

A próxima ronda do Mundial é o GP de Inglaterra a realizar a 27 de agosto.