GP da Holanda: Miguel Oliveira 5º em vitória de Franco Morbidelli

Partindo da 4ª posição, Miguel Oliveira realizou uma corrida intensa terminando na quinta posição o GP da Holanda, oitava ronda da temporada, numa corrida de loucos onde cinco pilotos passaram pela liderança, entre os quais Miguel Oliveira, que esteve no comando da prova na primeira fase da prova.

Miguel Oliveira saiu bem e passou rapidamente para segundo atrás de Franco Morbidelli (EG 0,0 Marc VDS) enquanto atrás dos dois da frente surgiam Takaaki Nakagami (IDEMITSU Honda Team Asia) e Thomas Luthi (CarXpert Interwetten).

Com duas voltas decorridas, Miguel Oliveira , tentou aproveitar um deslize de Morbidelli que alargou de mais a trajectória em curva para assumir o comando, mas o italiano fechou a porta e os dois tocaram-se, conseguindo contudo manter as posições.

Na volta seguinte, Oliveira, assumiu mesmo o comando do GP da Holanda, numa ultrapassagem ‘sem espinhas’, deixando o líder do campeonato para trás.

Na luta pelos lugares da frente Mattia Pasini (Italtrans Racing Team) demorou duas voltas para se despachar primeiro de Alex Marquez (EG 0,0 Marc VDS) e depois de Franco Morbidelli, acabando por passar Miguel Oliveira para assumir o comando da corrida.

A corrida estava intensa e a 10 voltas do final começaram a ser mostradas bandeiras de piso molhado, com o regresso dos chuviscos em algumas zonas do circuito de Assen, mas os pilotos da frente não reduziram o ritmo mantendo uma corrida animada, com Takaaki Nakagami a chegar ao comando da corrida, uma liderança que durou até duas voltas do fim altura em que Thomas Luthi, chegou pela primeira vez ao primeiro lugar da corrida.

Contudo a volta final foi de cortar a respiração com qualquer um dos seis pilotos da frente a poderem chegar à vitória, mas o mais forte acabou por ser Morbidelli que na última volta consegui ultrapassar Luthi e garantir assim mais uma vitória no Mundial, enquanto Luthi foi segundo a 0,158s e Passini cortou a meta em terceiro a 0,394s de Morbidelli. No entanto Passini acabou por ser penalizado por ter ultrapassado os limites da pista na última volta e desceu ao quarto lugar em troca com Nakagami, que desta forma voltou a subir ao pódio em Assen, naquela que foi uma das melhores corridas da temporada até ao momento.

Nas contas do campeonato e após esta ronda de Itália, Franco Morbidelli mantém a liderança com 148 pontos, Thomas Luthi soma agora 136 pontos, enquanto Alex Márquez é terceiro com 113, e Miguel Oliveira é quarto com 94 pontos. Já Matia Pasini fecha o top cinco com 82 pontos.