GP Singapura: Será que Vettel vai ser capaz de segurar os Red Bull?

Está tudo preparado para termos uma grande corrida no traçado de Marina Bay em Singapura, e desta feita não deverão ser os Mercedes e os Ferrari os principais protagonistas a lutar na frente, mas sim a Ferrari e a Red Bull. Claramente são estes os dois carros mais fortes em Singapura, e com os dois pilotos da Red Bull sem nada a perder, tudo indica que Sebastian Vettel vai ter um dia muito complicado pela frente, até porque não parece que Kimi Raikkonen esteja em condições de lhe dar muita ajuda ao manter-se por perto dos Red Bull, mas só a corrida o dirá…

Com três pontos a separar Hamilton de Vettel, existe uma boa oportunidade para o piloto da Ferrari igualar ou mesmo passar o inglês, mas nada disso é certo à partida, pois esta é uma pista que nada perdoa e a corrida é muito longa e árdua.

Para Sebastian Vettel, uma fabulosa volta de qualificação valeu-lhe uma pole que se pode revelar muito importante na luta pela campeonato. Agora, terá que arrancar bem e manter a posição na partida do GP de Singapura pois com Max Verstappen ao lado e Daniel Ricciardo atrás vai ser atacado por todos os lados na primeira volta da corrida. Vettel tem um grande trabalho para fazer na partida e primeira volta, e se mantiver a posição, estará bem encaminhado: “O carro estava difícil de pilotar mas melhorou muito e está espetacular. Estou feliz porque colocámos o carro onde merece estar, na pole. Os Red Bull estão muito rápidos, e por isso só espero que o carro esteja na corrida como estava na qualificação, mas a corrida é longa, há muita coisa que pode acontecer, e sendo verdade que a posição na grelha é boa, há ainda muita corrida pela frente” disse Vettel.

A Red Bull foi surpreendida na qualificação, mas Max Verstappen não está totalmente descontente: “Estamos com um ritmo promissor, mas foi pena não ter conseguido a pole. Estive perto, mas a minha última volta não foi ótima. Não vai ser fácil conseguir ultrapassar o Vettel, por isso vamos ver como corre a primeira volta”, disse Verstappen, que vai com tudo para cima de Vettel, pois os homens da Red Bull não têm que pensar em pontos e Vettel não se pode da ao luxo de arriscar demais.
Daniel Ricciardo vai arrancar de terceiro mas ainda acredita que pode vencer a corrida: “Estou confiante de que podemos vencer. Vettel esteve muito bem mas acho que nós temos um melhor ritmo de corrida”, afirmou.

Lewis Hamilton não tem dúvidas de que depois de uma qualificação tão difícil, o Grande Prémio de Singapura será certamente uma das mais árduas que vai ter pela frente. E arrancando da quinta posição da grelha de partida, a tarefa do britânico da Mercedes afigura-se bem complicada, contrariamente ao seu grande rival no campeonato.
As coisas não estão nada famosas para a Mercedes, com o quinto lugar de Hamilton e o sexto de Bottas. O piloto inglês já esperava uma jornada complicada em Singapura, mas não uma Ferrari tão forte, ainda para mais numa pista muito difícil de ultrapassar: “Nós sabíamos que seria difícil, mas não fazia ideia que a Ferrari seria tão forte. Pensei que a Red Bull seria tão rápida quanto eles, mas não. De qualquer forma tenho esperança. Agora, a partida será uma oportunidade, a estratégia, outra, os eventuais safety-cars. Temos uma maratona pela frente. Mas não sei onde a Ferrari conseguiu este ritmo. Mas de qualquer forma temos algumas corridas pela frente, onde penso que vamos ser bem mais fortes”, concluiu.