As veneráveis papas de sarrabulho em Braga

Aqui está um prato da gastronomia portuguesa digno de halterofilistas e que se pode classificar como hardcore food. Camilo Castelo Branco, a propósito desta sinfonia porcina, descrevia a geografia abdominal do morgado Calisto Eloy: “A sensível e dessimétrica saliência do abdómen deve-se ao uso destemperado da carne de porco e outros alimentos entumecentes”.
É preciso estômago, fome e alguma coragem para enfrentar uma malga das bravas papas de sarrabulho. A base ou quintessência das papas de sarrabulho é o sangue de porco que pode ser confecionado com carne de galinha, carne de porco, salpicão, presunto, chouriço, cominhos, limão e pão ou farinha de milho, entre outros ingredientes.
Toda esta valente e deliciosa salganhada forma uma espessa papa que pode acompanhar uns rojões à minhota ou ser simplesmente servida como sopa. É um prato de inverno frio e chuvoso, aquece as tripas e é obrigatoriamente acompanhado por uma malga de vinho verde tinto. No fim um digestivo forte é do mais elementar bom senso.
Em todo o Minho se pode comer esta iguaria. Nós, por sorte e guiados pelo José Oliveira, amigo de Braga, fomos bater à porta do restaurante Mini Sport, uma antiga grande pista de slots e salão de jogos, reconvertida num dos melhores restaurantes B&B de Braga (bom e barato). Está aberto até tarde e a desoras (duas da manhã, hei!) e além das papas de sarrabulho com rojões, serve outra especialidade sob encomenda – a cabidela pica no chão. Local pouco recomendável para vegas ou estômagos facilmente impressionáveis.
Uma dose de papas de sarrabulho dá para três e custa 10 euros. Com jeito e poucas malgas de verde tinto almoça-se por 7 euros.

Rui Pelejão

 

______________________________________________________________________
Restaurante Mini Sport
Rua do Carvalhal, nº38 – S.Vicente, Braga
Telefone: (+351) 253 214 288 (reservas)
Website: https://www.facebook.com/Restaurante.MINISPORT