Bater um recorde de velocidade em fato de banho

Bater um recorde de velocidade de fato de banho não é para qualquer um, sobretudo se o desporto não for natação. Mas, foi isso que o motociclista, apropriadamente chamado Rolle Free, fez em 1948.

O piloto foi contratado para bater um recorde de velocidade numa HRD V-Twin especialmente desenhada para atingir altas velocidades. A moto passou para a história com o cognome “Bathing Suit Bike”, porque Rollie cedo percebeu que deitar-se sobre a moto não seria suficiente para diminuir a resistência aerodinâmica, já que o seu fato de cabedal enfunava com o vento.

Bonneville Speedway - Fato de Banho

Por isso, o intrépido motard, decidiu despir-se e fez nova tentativa, vestido apenas com o seu capacete, um fato de banho e uns ténis. A proeza valeu-lhe o destaque da Life Magazin e um novo recorde mundial na categoria com uma velocidade máxima de 241.8 km/h.

Esta é apenas uma das dezenas de boas histórias de Bonneville Speedway, a maior pista natural do mundo e palco privilegiado para bater recordes de velocidade.

O estranho e inóspito local foi batizado pelo geólogo Grove Karl Gilbert em homenagem a Benjamim Bonneville, oficial do exército americano que explorou a região do Utah e os territórios do Oeste montanhoso em 1830.

Tração mínima, velocidade máxima

Em 1907, Bill Rishell e investidores locais estudaram o potencial da planície salgada para condução com um Pierce Arrow e inauguraram a maior pista de velocidade do mundo e um grande ícone americano que está para a competição motorizada como Monument Valley está para os filmes western, desde que John Ford elegeu aquele monumento natural como cenário dramático das grandes cavalgadas pelo Oeste.

Bonneville SpeedwayApesar de estar a diminuir de tamanho, devido à extração de sal, a vastidão ( duas pistas com extensões de 16 e 19 km), planura e a quase nula resistência ao rolamento do sal, fazem de Bonneville o palco ideal para atingir recordes de velocidade máxima. Isto porque a fraca tração que o sal oferece no arranque, impede outro género de cronometragens – por exemplo dos 0 aos 100 km/h, ou drag races, a que a pista está erradamente associada.

A Bonneville Speedway tornou-se famosa e popular, especialmente na década de 1930, quando Ab Jenkins e Sir Malcom Campbell ali firmaram alguns dos mais espetaculares recordes de velocidade da época. O primeiro era corredor de dirt tracks foi eleito Mayor de Salt Lake City. Em 1935, tripulou o Duesenberg  Mormon Meteor durante 24 horas à média de 217 km/h. Já Sir Malcolm Campbell, foi o mais célebre velocista (além de simpatizante fascista) da sua era, batendo vários recordes em terra e na água. Na pista de Bonneville foi o primeiro homem do mundo a guiar um automóvel acima dos 480 km/h a bordo do seu Napier-Campbell Blue Bird.

bonnevillespeedway2Todos os anos se realizam cinco grandes eventos de velocidade em Bonneville, onde participam carros, camiões e motos, divididos em dezenas de categorias que vão desde os supersónicos streamliners aos carros de produção.

Estes eventos atraem milhares de entusiastas que também podem tomar o gosto da pista de sal e finalmente atingir a velocidade máxima dos seus Corvette Sting Ray ou dos seus Ford Mustang.

Se não tiver um muscle car à mão, pode ir no seu Hyundai de aluguer, que também é divertido, para si e para os cowboys que o estiverem a ver.

 

Rui Pelejão