Dom José, uma casa portuguesa no Bombarral

 O Dom José é um daqueles restaurantes onde, antes de atravessarmos a porta da saída, já estamos a sonhar com o regresso. Disfarçado de casa de habitação no meio de uma fileira de moradias, encontramos aqui um ambiente familiar e muito simpático. Mas o melhor… é mesmo a comida. Há quem volte uma e outra vez para repetir a justamente afamada Feijoada de Porco Preto e há ainda quem queira ir regressando até esgotar todos os pratos da carta. Todos têm razão, o que importa é voltar.

De portas abertas desde 1992, esta é uma verdadeira casa de família. O Sr José conta com a valiosa ajuda da mulher, D. Sofia, na cozinha; do filho Nelson, no serviço à mesa e da filha, Carla, exímia chocolateira responsável pelas trufas de cacau servidas com o café, e por algumas das sobremesas da carta.
Nelson é também responsável pelos vinhos. Diz que serve o que gosta de beber – sempre um bom princípio. Vai provando aqui e ali e quando algo lhe agrada, introduz a novidade na carta de vinhos, exposta no fundo da sala principal. Além dos vinhos, está atento às bebidas da moda: neste restaurante de província pode-se bebericar boa cerveja artesanal e gin servido como mandam as bíblias mais cosmopolitas.

IMG_5731

Antes de embarcar nesta aventura, a família esteve emigrada em Londres, de onde trouxe alguma inspiração, sobretudo na parte da doçaria. São exemplo disso os Profiteroles e o Cheesecake de doces vermelhos.
Mas é de sabores portugueses que se faz esta carta, marcada pelos ingredientes do velho oeste. O peixe vem do mar de Peniche e as carnes e legumes são igualmente provenientes da região.
A lista de iguarias vai variando consoante “o que há”: também um excelente princípio, sendo as Iscas à Portuguesa com Cebolada, a Cabidela de Frango do Campo e os Rins de Porco fritos em azeite e alho com grelos, batata e ovo estrelado alguns dos pratos mais aguardados. Os clientes mais fiéis têm a sorte de receber aviso telefónico quando estão para vir à mesa os seus pitéus favoritos, luxo que muito se deve à vertente familiar deste cantinho.

Para dar início ao repasto, o Dom José tem à disposição Ovos mexidos com Farinheira, Cogumelos salteados, Queijo de ovelha curado ou amanteigado, Presunto ibérico, Camarão ou Lulas à guilho e Petingas em azeite. Pão (do bom), manteigas e azeitonas vêm sempre à mesa. A variedade não é farta, mas a qualidade garantida.
Seguimos viagem para o prato principal. Entre a Açorda de Camarão, o Bacalhau à Rei, os Panadinhos de Maruca com Arroz de Feijão o Ensopadinho de Borrego, difícil é escolher. Tiramos uma nota mental do que vamos pedir na próxima vinda e decidimos experimentar as Lulas de Peniche salteadas, o Strogonoff de Tamboril com Camarão e o Porco Preto Assado no forno.
As lulas, pequenas, tenras e saborosas, são salteadas em azeite e alho e servidas com batatas e grelos também salteados. Mas nos peixes, foi o Strogonoff de Tamboril com Camarão que nos conquistou. Chegou à mesa a borbulhar num aveludado creme, polvilhado com coentros picados e servido com arroz branco e legumes salteados. O equilíbrio de sabores conseguido em todos os pratos é notável, aqui nenhum tempero se sobrepõe a outro.
Depois de provar tal iguaria, seria fácil ficar decepcionado com o prato seguinte. É do mais elementar e sábio senso comum que o melhor se deve guardar para o fim. Porém o Porco Preto Assado servido com batatinhas estava à altura da expectativa e foi saboreado lentamente, numa tentativa de prolongar o almoço tarde fora.

O espaço para a sobremesa foi conseguido a custo, mas não queríamos deixar de provar o prato de degustação trazido pelo Sr José, sempre com uma piada na ponta da língua. Profiteroles, Tarte de limão merengada e Doce da casa fecharam o repasto com chave de ouro. Outras das especialidade doces são Tarte de Maçã e o Crumble de Pêra, ambos servidos com uma bola de gelado.
Tudo aqui sabe a comida caseira, trabalhada com cuidado e servida com elegância – não confundir com pretensiosismo que é característica que não tem lugar nesta casa.

Os pratos em teste são provados pela família e só depois de admitidos conhecem o caminho até à mesa. A D. Sofia anda com vontade de introduzir umas tartes de carne à moda das terras de Sua Majestade. Eu digo: vá em frente, D. Sofia, desde que saiam das suas mãos, só podem ser um sucesso!

Filipa Gambino

IMG_5679

IMG_5694

 

Morada: Rua Dr Alberto Martins dos Santos, 4

2540-087 Bombarral, Portugal

Telefone: 262 604 384

Dias de Fecho: Domingo e Segunda-feira ao jantar

Preço médio: 18/20€