Brigitte Bardot a bordo de um Rolls-Royce no inverno de 66

Estamos em Janeiro de 1966 em Méribel, em França, e Brigitte Bardot está a caminho do seu luxuoso chalet a bordo do seu Rolls-Royce, que usa habitualmente para ir às compras – um carro glamouroso, certamente, mas será prático? Talvez não…

 Encontrar Rolls-Royce é algo raro, mesmo nos destinos ricos como Paris ou Cannes, por isso é particularmente surpreendente ver Brigitte Bardot perdida nas estradas geladas dos Alpes franceses ao volante do “melhor carro do mundo”. Por mais confortável que o Roller possa estar nas estradas intercontinentais, a pesada carroçaria britânica representa um verdadeiro desafio nas estreitas estradas cobertas de neve.

Felizmente, um cavaleiro está sempre à disposição para ajudar uma donzela em perigo. Quando Bardot escorrega no gelo e cai, o futuro presidente da República Francesa, Valéry Giscard d’Estaing, dá-lhe a sua mão. Estranhamente, ele é mordido por um cão antes que Bardot possa aceitar – pelo menos era esta a história que circulava na imprensa sensacionalista no inverno de 1966.