Circuito de Portalegre perdido no tempo

O Circuito de Portalegre, uma distinta prova da célebre Rampa de Portalegre, terá tido lugar entre finais da década de 50 e inícios de 60, tendo contado com várias edições.

O traçado do circuito consistia na subida da estrada da Serra, passagem ao Salão Frio, descida para o Reguengo e retorno à cidade de Portalegre pela via Pedra Basta, como Eduardo Relvas descreve no Portal dos Clássicos.Organizado pelo Clube 100 à Hora, o Circuito de Portalegre era parte integrante da “Volta a Portugal” do Clube, constituindo uma das provas de classificação.

Dada a escassa informação existente sobre a prova ainda não foi possível precisar as datas em que se realizou este circuito, nem tão pouco os automóveis e pilotos participantes.

Sabe-se no entanto que teve participantes de excelência com equipas de Mercedes e de Alfa Romeo. A partir das raras fotografias de João Azevedo Coutinho, podemos ver um Mercedes-Benz Gullwing, um MGA, e um Porsche.

Realizou-se também um Rally do ACP, ganho por Adamich num Alfa Romeo Giulia Super, conforme testemunha Vasco Mendes, participante nessa prova onde constava o Circuito de Portalegre.

Perdido no tempo, este circuito, que foi um dos mais prestigiados do automobilismo nacional, começa lentamente a revelar a sua história.

Texto: Inês Santos Ferreira

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.