Quando o He-111 alemão aterrou em Castelo Branco em 1938

A aterragem de um avião alemão, de marca Heinkel He-111, que lutava como aliado do General Franco na Guerra Civil Espanhola, na zona de Castelo Branco, provocou estupefacção geral na população local essencialmente rural e com um grau de isolamento que não permitia conhecimento nem contacto com máquinas voadoras.

Fotos raras ilustram a aterragem em Feiteira, Castelo Branco, um acontecimento que na época equivaleria ao avistamento de um Ovni nos dias de hoje.

De acordo com o historiador espanhol Manuel González Álvarez, o aparelho fez parte do primeiro lote a chegar a Espanha, tendo pertencido à Legião Condor e mais concretamente à VB/88, de acordo com a Enciclopédia de La Aviacion Militar Española.

5Existe um modelo em miniatura do mesmo avião, à qual foi acrescentada a inscrição “Castelo Branco” na fuselagem. Este avião tinha a insígnia “PEDRO 4”, e na retaguarda a fuselagem tinha uma pintura de cabelo de mulher a andar com o cão e uma garrafa de champanhe no zero no número 2504. A palavra “Castelo Branco” foi pintada no avião provavelmente pelo piloto com a ajuda da população aquando da aterragem naquela zona, como forma de agradecimento. o nome “Castelo Branco” e a numeração táctica do avião também é a mesma do avião que aterrou no distrito português.