Lendas da competição: Morris Cooper S Mark I (1965)

A história dos Cooper em competição é tão extensa que seria muito difícil condensá-la em tão poucas páginas. No entanto um dos momentos mais marcantes dessa história é a vitória em 1964 de Patrick (Paddy) Hopkirk no Rali de Monte Carlo, onde bateu o Saab de Erik Carlsson, conhecido como “Senhor Saab” e que tinha vencido as duas edições anteriores e, entre outros, os cinco potentes Ford Falcon Sprint oficiais, com um motor de 4,3 litros e guiados por nomes tão importantes como os de Graham Hill, Peter Harper, Jo Schlesser, Henri Greder, Bo Ljungfeld. Era um Monte Carlo com bastantes equipas de fábrica envolvidas, o que até então não tinha acontecido.

Hopkirk estava ao volante do célebre Cooper S pintado em Encarnado Tartan e com o tejadilho em Branco Old English, precisamente as cores da bandeira Inglesa. Ostentava a matrícula 33 EJB, tinha o número 37 nas portas e era um modelo que na altura ainda tinha o motor de 1071 centímetros cúbicos. Hopkirk, um Irlandês de Belfast, navegado pelo experiente Harry Liddon, dominaram os acontecimentos nesta prova, abrindo portas para o que seriam anos gloriosos dos Cooper em Monte Carlo, onde até 1967 foram sempre vencedores.

No entanto podemos andar um pouco para trás, antes da prova, altura em que Stuart Turner, o manager da equipa oficial da British Motor Company escolhe Paddy Hopkirk para ser um dos pilotos oficiais da marca. As referências de Hopkirk eram excelentes, tinha feito uma boa carreira, especialmente quando em 1962 estava na equipa Rootes, e ao juntarem-se os dotes de volante do piloto Inglês com a experiência de Liddon na navegação parecia que se estava a criar a dupla perfeita. Harry Liddon, que já estava ligado à BMC não só na parte de competição mas também porque era vendedor da marca em Bristol, foi o escolhido, e até se dizia em tom de brincadeira que a BMC tinha deixado de competir com os Austin Healey e apostado nos Cooper para que Liddon pudesse ver a frente do carro!

A própria marca esteve bastante tempo dividida sobre qual dos modelos levar ao Monte de 1964, se o potente Healey 3000 se o pequeno mas ágil Cooper. A opção caiu sobre o Mini e a Hopkirk juntaram-se mais dois pilotos oficiais de origem Finlandesa, Timo Makinen e Rauno Aaltonen.

O Irlandês de 31 anos, agressivo na condução mas que ao contrário dos seus colegas de equipa Escandinavos, não usava o pé esquerdo para travar, venceu a prova Monegasca e era sem dúvida nessa altura o Homem mais feliz do Mundo. Sabia que tinha efectuado uma prova de antologia, ainda mais que neste ano, por não haver muita neve e as estradas estarem maioritariamente secas, a vantagem estava do lado dos Ford e dos seus motores V8. Mas o real motivo da felicidade de Hopkirk era porque a vitória lhe permitiu conhecer pessoalmente a Princesa Grace do Mónaco, ela que era descendente de Irlandeses!

Vencer o Monte Carlo com um automóvel de cerca de 70 CV de potência e pouco mais de 600 quilos era um feito heróico, digno de relevo. Esta vitória tornou o Cooper ainda mais no automóvel que todos os jovens queriam ter. As vendas do Mini, não só da versão Cooper mas mesmo das outras subiram em flecha. Era uma época onde o Mini era o automóvel que todos queriam ter, desde a estrela de cinema ao anónimo comprador de automóveis. O automóvel desenhado por Sir Alec Issigonis tornava-se um ícone do automóvel e a sua versão preparada por John Cooper entrava por mérito próprio entre os automóveis mais importantes da competição.

Claro que também em Portugal os Cooper foram automóveis que marcaram a segunda metade da década de sessenta em termos de competição automóvel e quem não se recorda de nomes como Manuel Gião, Francisco Romãozinho e tantos outros que brilharam ao volante dos pequenos automóveis Ingleses?

O automóvel exposto é uma réplica dos Cooper que competiram na década de 60. Trata-se de um Morris Cooper S modelo Mark I pertence a um coleccionador Português. Está equipado conforme alguns dos melhores Cooper de competição da década de 60.

Ficha técnica
1965
Inglaterra
70 CV
4 cilindros
1.274 c.c.
4 velocidades
640 Kg
148 Km/h
Chassis # KA2S4276729