Shelby GT350R de 1965 recebe nova vida graças a antigos funcionários

Três antigos funcionários da Shelby colocam o GT350R em produção com uma série limitada de modelos de continuação.

Cinquenta anos depois da sua estreia em corrida, os engenheiros originais, conhecidos como a “Original Venice Crew”, resolveram trazer de volta o modelo icónico com a construção do automóvel de corrida como o original.

Peter Brock, Jim Marietta e Ted Sutton pretendem tornar o automóvel original ainda melhor. “Ao adaptar as lições que a equipa da Shelby aprendeu competindo com Cobras e Daytona Coupes, a nossa equipa Shelby American transformou uma ‘mula num cavalo de corrida’ como Carroll Shelby diria”, refere Jim Marietta, CEO da empresa Original Venice Crew.

“Três dos criadores do primeiro Shelby GT350R na loja de corrida de Veneza, na Califórnia, reuniram-se em 2015 para elaborar um projecto muito especial. Concordámos em construir o modelo “R” que imaginávamos em 1965 mas que não podia ser concretizado devido ao tempo, às despesas e a outras restrições.» . A equipa começará com um Mustang de 1965 com um motor V8 de 4.7 litros e um motor V8 de quatro litros.

Entre as novas modificações, a equipa pretende redesenhar a dianteira, adicionar vidro acrílico na traseira e suspensão traseira independente projectada pela Ford. “Embora essas mudanças possam parecer subtis, mudam dramaticamente o carácter do carro”.

Vão ser produzidos apenas 36 exemplares deste modelo de continuação para coincidir com a produção original do GT350R Mustang de 1965 e serão totalmente certificados pela Ford e pela Shelby. A produção começará no próximo mês com preços a partir de 250.000 mil dólares.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.