Kris Meeke perde tempo e Ott Tanak lidera Rali de Portugal

Continua renhida a luta na frente deste Vodafone Rally de Portugal, com nova mudança de líder na sexta especial, a segunda passagem pelos 18,10 km do troço de Caminha, onde Thierry Neuville foi o mais rápido mas onde Kris Meeke perdeu quase uma dezena de segundos. O suficiente para deixar Ott Tanak no comando da prova.

Tanak só perdeu dois segundos para Neuville, e isso permite-lhe ser o novo líder do rali, ainda que com uma escassa décima de vantagem sobre Jari-Matti Latvala. O finlandês da Toyota debateu-se com alguma subviragem no seu Toyota Yaris WRC, mas só perdeu 3,2s para o vencedor da especial. Da mesma forma Hayden Paddon cedeu pouco mais de dois segundos e isso permite-lhe ocupar o terceiro posto da classificação geral, a 3,7s de Tanak e ser o melhor homem da Hyundai.

Destaque para o segundo tempo realizado por Elfyn Evans, que gastou apenas mais quatro décimas que Neuville, apesar da sua preocupação com o desempenho dos pneus DMACK nas próximas classificativas. O atraso de Meeke valeu-lhe ser também ultrapassado na ‘geral’ pelo seu companheiro de equipa Craig Breen, que passa a ser o melhor piloto da Citroën. Apesar de ter ganho a especial, Neuville queixou-se dos pneus, tal como Dani Sordo, que foi quarto na especial.