Andrea Dovizioso vence em Silverstone e é o novo líder do Mundial

Andrea Dovizioso conquistou a vitória no GP da Grã-Bretanha que teve lugar este domingo em Silverstone numa corrida intensa e onde Valentino Rossi (Yamaha) liderou durante 17 das 20 voltas da corrida.

Na largada, Valentino Rossi saiu que nem uma bala assumindo o comando da corrida trazendo atrás de si Marc Márquez (Honda) que saiu da pole position e Cal Crutchlow (LCR Honda).

Contudo ainda na primeira volta, Maverick Viñales ascendeu ao terceiro lugar enquanto Andrea Dovizioso (Ducati) ultrapassou o seu companheiro de equipa Jorge Lorenzo para subir ao quarto lugar.

Com Rossi a disparar na frente, batendo o recorde da melhor volta de corrida ao rodar em 2m02,855s, Viñales subia na volta seguinte ao segundo lugar ultrapassando Márquez e tentando colar rapidamente na roda do seu companheiro de equipa. O espanhol da Yamaha respondia ao andamento do seu colega de equipa e rodava em 2m01,638s, estabelecendo assim um novo recorde de corrida em Silverstone, não permitindo que Rossi tivesse mais do que 1s de vantagem.

Mais atrás, Dovizioso despachava-se de Cal Crutchlow e colava em Marc Márquez, aproveitando a velocidade de ponta da GP 17 para ultrapassar o líder do Mundial a 15 voltas do final.

Com Rossi a manter uma vantagem na ordem do meio segundo, cedo se percebeu que a luta pelos lugares do pódio iria durar até ao final, já que atrás do piloto da Yamaha nenhum dos seus adversários facilitava e Marc Márquez e Andrea Dovizioso lutavam pela terceira posição, com Márquez a realizar mesmo a melhor volta da corrida no circuito britânico ao rodar em 2m01,560s.

A 10 voltas do final, Divizioso atacou Viñales assumindo a segunda posição, com o espanhol da Yamaha a atacar e a recuperar a posição. Contudo as constantes alterações na segunda posição permitiram a Rossi alargar ligeiramente a sua diferença para os seus perseguidores.

Com o italiano da Yamaha na frente e Dovizioso em segundo, Marc Márquez acabou por atacar Maverick Viñales e assumir o terceiro lugar a oito voltas do final da corrida.

Na volta seguinte aconteceu o golpe de teatro deste GP da Grã-Bretanha, quando o motor da Honda de Marc Márquez, entregou literalmente a alma ao criador, com o espanhol a ser obrigado a abandonar a corrida, numa altura em que pressionava o segundo lugar de Dovizioso.

Com a saída de cena de Márquez, Maverick Viñales subiu ao terceiro luar e tentava chegar à roda da Ducati de Dovizioso não podendo contudo facilitar já que atrás do espanhol da Yamaha estava Cal Crutchow disposto a repetir o pódio de 2016 em Silverstone.

A três voltas do final Andrea Dovizioso consegui atacar Rossi e subir à liderança da corrida, sendo seguido por Maverick Viñales que ascendeu à segunda posição ultrapassando o seu colega de equipa. desta forma Rossi passava de primeiro para terceiro.

As duas voltas finais foram de luta a quatro pelos lugares do pódio com Dovizioso a resistir aos ataques do seus adversários e a conseguir assim a quarta vitória da temporada, a segunda consecutiva, relegando Maverick Viñales para a segunda posição a 0,114s, enquanto Valentino Rossi, que cumpriu a sua corrida 300 no MotoGP, foi terceiro a 0,749s.

Com este resultado Andrea Dovizioso ascendeu a liderança do campeonato com 183 ponmtos mais nove que Marc Márquez que soma 174 pontos, enquanto Maverick Viñales é terceiro com 170 e Valentino Rossi que ocupa a quarta posição com 157 pontos .

A próxima ronda do Mundial é o GP de San Marino a realizar a 10 de setembro.

Classificação final do GP da Grã- Bretanha