Dakar: Joan Barreda arrasa e é novo líder, Paulo Gonçalves 3º da Geral

Falou-se espanhol na terceira etapa do Dakar, que ligou San Miguel de Tucumán a San Salvador de Jujuy. No final dos 364 quilómetros cronometrados foi Joan Barreda Bort que bateu sem contestação toda a concorrência. O piloto da Honda fez jus à sua promessa de que ia atacar durante o dia vencendo a etapa com mais de 10 minutos para o segundo classificado e mais importante do que isso assumiu o comando da corrida. Barreda Bort dispõe de 11m20s sobre Sam Sunderland, que foi segundo na etapa e ocupa a mesma posição na geral. Sunderland foi o melhor homem da KTM durante o dia.

Segue-se Pablo Quintanilla que na parte final da jornada perdeu uma posição para Sam Sunderland. Fica no entanto na retina mais uma etapa consistente do pupilo de Ruben Faria na Husqvarna. O piloto chileno cedeu 17m02s é agora o quarto atrás de Paulo Gonçalves. O piloto da Honda realizou uma ponta final de etapa forte recuperando posições, o que permitiu manter um lugar no pódio da prova, sendo agora o terceiro a 14m42s do colega Joan Barreda Bort.

Quanto aos pontas de lança da KTM, Matthias Walkner e Toby Price, tiveram um dia duro, tendo perdido muito tempo no início da etapa, desconhecendo-se ainda os motivos. Os dois pilotos ficaram a 22m51s e a 26m40s de Joan Barreda Bort. Na classificação geral Price desceu de primeiro para quinto a 17m19s de Barreda Bort e Walkner está 28m47s, mas ainda não é conhecida a sua posição final.

Destaque também para o bom desempenho de Pela Renet. O piloto da Husqvarna foi terceiro a 16m30s, o que confirma o bom dia da Husqvarna. Quem também mostrou as garras foram Adrien Van Beveren e Franco Caimi, que ficaram na sexta e sétima posições, respetivamente, da etapa. Van Beveren subiu mesmo ao sexto posto da geral e é o melhor representante da Yamaha em prova. Gerard Farrés Guell como é hábito foi dos mais regulares durante o dia e foi oitavo.

Em atualização…

Alexandre Melo/MotoSport