MotoGP: Andrea Iannone na porta de saída pode dar lugar a Jonathan Rea?

A vida não tem sido fácil para Andrea Iannone neste primeiro ano de contrato com a Suzuki e no GP de San Marino a decisão de abandonar a corrida porque o fato de chuva estava apertado parece que não agradou aos homens da Suzuki que não parecem satisfeitos com os resultados que o piloto italiano tem vindo a alcançar ao longo desta temporada.

Os rumores que circulam no paddock nos últimos tempos apontam para que Iannone, apesar de ter mais um ano de contrato com a equipa da Suzuki, possa estar colocado na porta de saída da equipa nipónica.

Aliás os rumores subiram de tom depois dos testes realizados pela Suzuki, em Misano, após o GP de San Marino em que a marca nipónica contou com o piloto de testes Sylvain Guintoli, de forma a contribuir para o desenvolvimento da Suzuki.

A publicação britânica MCE, avança agora que a Dorna numa operação concertada com a Suzuki, parecem dispostos a descartarem-se de Iannone e a levarem, Jonathan Rea para o Mundial de MotoGP.
O Campeão do Mundo de Superbikes em título e à beira de alcançar o seu terceiro título consecutivo naquele campeonato, ao serviço da Kawasaki seria a escolha ideal para ocupar o lugar do sempre polémico Andrea Iannone

Desta forma, a Dorna ‘matava dois pássaros com um só tiro’ ou seja, retirava do Mundial de Superbikes, a figura que tem dominado as últimas temporadas, ao mesmo tempo que poderia estar a tornar mais competitiva a Suzuki no Mundial de MotoGP.

A verdade é que o MotoGP não é uma novidade para Rea, já que em 2012 o br4itanico foi chamado a ocupar o lugar de Casey Stoner em duas corridas aos comandos de uma Honda.

Contudo a Dorna e a Suzuki não vão ter tarefa fácil para levar Jonathan Rea do Mundial de Superbikes e da Kawasaki, já que o piloto confessou recentemente que se sente bem na equipa e no Mundial e que nunca pensou em passar para o MotoGP. Ou seja, a Dorna e a Suzuki, vão ter de abrir os cordões à bolsa se pensarem em despachar-se de Iannone e levarem para o MotoGP o Campeão do Mundo de Superbikes.