Como descodificar os novos nomes dos Audi

Está a ver os tradicionais “A3 1.6 TDI” ou “A6 3.0 TFSI”? É melhor começar a pô-los na gaveta da memória, já que a Audi prepara-se para introduzir uma nova nomenclatura que fará com que a secção traseira de todos os seus novos modelos contenham dois dígitos, entre os números 30 e 70.

Ao contrário do que acontece até aqui, em que os números representavam a classe do veículo, nomeadamente o segmento em que se encontravam, seguindo-se depois a motorização escolhida, os novos números indicarão a categoria de potência do veículo.

div” data-cycle-speed=”1000″ data-cycle-swipe=”false” data-cycle-tile-count=”7″ data-cycle-tile-delay=”100″ data-cycle-tile-vertical=”true” data-cycle-timeout=”1000″>

 

O mais baixo, “30”, irá figurar em todos os modelos cuja potência se situe entre os 81 e os 96 kW (ou entre 109 e 128 cv), o “45” entre os 169 e os 195 kW (226 a 248 cv), o “50” entre 210 e 230 kW (281 a 308 cv) e o “55” entre os 245 e os 275 kW (328 a 368 cv). Exclusivo para os modelos de maior desempenho da marca é o número “70”, assente nos veículos com mais de 400 kW (ou 536 cv) de potência. Todos estes números serão acompanhados pelas siglas TFSI, TDI, G-Tron ou E-tron já conhecidas.

De acordo com a Audi, esta nova designação irá permitir a melhor identificação da linha de produto da Audi, em particular dos modelos com motorizações híbridas e elétricas, bem como representar uma hierarquia dentro da oferta da marca, dos modelos ‘mais baixos’ ou de entrada no universo da marca, chamemos-lhe assim, aos de maior desempenho. Mas é também uma resposta às mudanças nas preferências dos consumidores, afirma Dietmar Voggenreiter, membro do Departamento de Marketing e Vendas da Audi AG:

“À medida que as energias alternativas se tornam cada vez mais relevantes, o tamanho do motor enquanto um atributo de performance está a tornar-se cada vez menos importante para os nossos clientes”, justificou. “A clareza e lógica de estruturar as designações de acordo com a sua potência possibilita-nos distinguir os diferentes níveis de performance”, concluiu.

O primeiro modelo a adoptar esta nova nomenclatura será o novo Audi A8, disponível no outono. Os dois motores de seis cilindros serão designados “50 TDI” e “55 TFSI”, representando potências de 286 e 340 cv (383 e 455 kW), respetivamente. Nos meses seguintes será a vez da restante oferta assumir a nova designação.

Leia também: Próximo RS da Audi será o Q8

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.