Rali da Sardenha: Cinco primeiros separados por 15 segundos

Está muito interessante o Rali da Sardenha, pois ao cabo do primeiro dia de prova há cinco pilotos separados por apenas 14.7s e outro, Sébastien Ogier que é sétimo classificado a 41.0s, mas de modo nenhum está afastado da luta pelo triunfo, pois tem capacidades mais do que suficiente para ir ‘buscar’ essa margem.

O primeiro dia da prova italiana terminou com dois Hyundai i20 WRC na frente, com Hayden Paddon a conseguir uma liderança de 8.2s face a Thierry Neuville, que, tendo em conta tudo o que sucedeu no dia de hoje, é bem capaz de ser o piloto mais bem posicionado para vencer esta prova. Ele, Jari-Matti Latvala, que só está 1.6s mais atrás, do belga e Ott Tanak, que está três décimos mais atrás.

Tendo em conta as posições do campeonato à chegada à Sardenha, estes (Neuville, Latvala, Tanak e Ogier) eram os pilotos que iriam sofrer mais com a ordem na estrada e nesse aspeto, o primeiro, Ogier, foi claramente quem mais sofreu (os seguintes vão tendo as linhas dos anteriores) e daí a maior diferença. Só que com tudo o que sucedeu, cinco pilotos separados por 14.7s significa que o rali vai ter um grande dia amanhã.

De qualquer forma, Hayden Paddon tem uma margem de 8.2s para Neuville, isto depois de Juho Hanninen ter saído de estrada no último troço, perdendo tempo. Vai para o segundo dia de prova em sexto, a 38.0s do líder. Nem um furo na PE7 atrasou Neuville, que teve um excelente dia de rali, mesmo sendo segundo na estrada. Ott Tanak também está muito bem posicionado, ele que passou parte do dia com um pneu extra, que lhe deu jeito para ter pneus mais frescos, mas sofrendo com o peso extra no carro.
O estónio está 0.3s na frente de Jari-Matti Latvala com o finlandês a melhorar dos 21s a que estava do líder no fim da manhã para os 9.8s em que está agora.

Mads Ostberg está a 14.7s de Paddon, não esteve muito bem de tarde, mas está na luta. Esapekka Lappi registou hoje um melhor tempo num troço, o primeiro (dos muitos que se esperam) na sua carreira.

Andreas Mikkelsen teve um dia de adaptação ao Citroën C3 WRC, foi muito cauteloso, e terminou o dia em nono. Se alguém pensava que o norueguês, chegava, via e vencia, enganou-se, pois o nível atual do WRC é muito elevado (mesmo muito elevado) o que significa que Mikkelsen vai ter que fazer o seu caminho até chegar aos lugares da frente. Mas vai lá chegar, talvez não nesta prova, mas vai chegar, se continuar na Citroën, claro…

Classificação após PE9:

1 Hayden Paddon Hyundai 1h31m02.6s
2 Thierry Neuville Hyundai +8.2
3 Ott Tanak M-Sport Ford +9.5
4 Jari-Matti Latvala Toyota +9.8
5 Mads Ostberg M-Sport Ford +14.7
6 Juho Hanninen Toyota +38.0
7 Sebastien Ogier M-Sport Ford +41.0
8 Esapekka Lappi Toyota +1m05.3
9 Andreas Mikkelsen Citroen +1m57.9
10 Eric Camilli Ford R5 +4m08.0

Tempos Online – CLIQUE AQUI