Sabe o que é o novo ciclo de consumos WLPT? A Honda explica

Um motor diesel 1.6 litros i-DTEC de 120 cv, amplamente revisto e melhorado, irá juntar-se à gama Honda Civic na Europa a partir de março de 2018, oferecendo uma melhor combinação entre desempenho e eficiência do que o bloco atualmente disponibilizado na sua gama de modelos.

O novo motor é uma das primeiras unidades a serem testadas oficialmente no âmbito do novo ciclo de consumos e emissões, o WLTP (Procedimento de Teste Global harmonizado para Veículos Ligeiros – Worldwide Harmonized Light Vehicle Test Procedure), que entrará em vigor este ano. As diferenças?

Enquanto os dados do ciclo NEDC (New European Driving Cycle) são baseados num perfil de condução teórico, o ciclo WLTP foi desenvolvido usando dados de condições reais de condução recolhidos em todo o mundo. Assim, é concebido para produzir resultados mais próximos de uma experiência de condução real. Tudo para evitar as desconfiança que entretanto se gerou na indústria automóvel nesta matéria.

MAIS ECONÓMICO

Sobre a nova unidade Diesel de 1.6 litros, a Honda revela que fez melhorias significativas no motor e no sistema de escape para maximizar o desempenho em ambiente real. Estas envolvem uma redução na frição dos cilindros, graças a pistões feitos em liga de aço cromo-molibdénio de alta resistência, bem como um acabamento polido dos cilindros para permitir um movimento mais suave do pistão.

Tudo junto resultou numa economia de combustível a partir de 3.7 l/100 km e emissões de CO2 de 99g/km (no ciclo WLTP)

Graças a uma cambota redesenhada com diminuição de peso e a um bloco do motor em alumínio de alta pressão, com um novo canal de refrigeração aberto (open-deck), o peso do motor foi reduzido. Além disso, graças a reforços adicionais no bloco de cilindros foi aumentada a rigidez estrutural o que, por sua vez, permite um melhor controlo de ruído e vibrações.

O motor com 1.597 cm3 usa o mesmo avançado sistema de injeção de combustível da Bosch e possui um turbocompressor compacto de elevada eficiência e um sistema de recirculação de gases de escape (EGR) de baixa pressão. Tem também novos pistões com melhor fluxo de ar.

Leia também: Já pode encomendar o Honda NSX GT3

O novo Honda 1.6 i-DTEC é também um dos primeiros motores a ser oficialmente submetido aos novos testes RDE (Real Driving Emission – Emissões Reais de Condução) para validar as emissões de NOx e nível de partículas emitidas.

Este novo bloco de motor tem um inovador sistema de armazenamento e conversão de NOx (NSC – NOx Storage Converter) com catalisadores de maior dimensão e fabricado com metais nobres (prata, platina e neodímio) que armazenam o óxido de nitrogénio até ao ciclo de regeneração. Um novo sensor de gases, deteta com precisão quando o ciclo de regeneração é necessário o que permite um aumento da vida útil e da durabilidade dos componentes de escape

O motor 1.6 i-DTEC produz 120 cv às 4.000 rpm e 300 Nm de binário às 2.000 rpm, levando o Civic dos 0 aos 100 km/h em 10,4 segundos. Produzido na fábrica da Honda no Reino Unido, em Swindon, este novo e melhorado motor estará disponível nas versões de quatro e cinco portas do Novo Honda Civic da décima geração.

Uma transmissão automática de nove velocidades reforçará ainda mais as opções do Honda Civic em meados de 2018, representando sua primeira aplicação num carro de tração às duas rodas.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.