Alfa Romeo e Maserati podem estar à venda

Nuno Fatela
Nuno Fatela
Jornalista

Segundo a Forbes, o Grupo Fiat-Chrysler poderá alienar as duas companhias para obter verbas que seriam importantes na redução do passivo.

Já por algumas vezes surgiram rumores sobre a possível venda por parte do Grupo Fiat-Chrysler de marcas como a Maserati e a Alfa Romeo, e agora voltam a surgir informações, difundidas pela Revista Forbes, que apontam nesse sentido. Além das marcas italianas com sede em Bolonha e Arese, sendo de recordar que esta última que já por diversas vezes foi vista como um potencial investimento do Grupo Volkswagen, também a venda da fabricante de componentes Magneti-Marnelli poderá ser uma forma de obter fundos que ajudem a cobrir as atuais dívidas de 7 mil milhões de dólares do consórcio italo-americano.

O grupo conta também com marcas como a RAM e Jeep, que pretende agora priorizar devido ao progressivo aumento das vendas de SUV`s em todo o planeta. A recente chegada dos Alfa Romeo Stelvio e Maserati Levante, que integram este segmento, é também visto como um fator que poderá potenciar o interesse de outros fabricantes na aquisição das duas marcas italianas. No entanto, é indicado pela Forbes que existe a possibilidade de que somente a venda da Magneti Marnelli, com um volume de negócios anual de muitos milhares de milhões através da venda de componentes ao Grupo FCA e também a marcas rivais, ser suficiente para reforçar a saúde financeira da Fiat-Chrysler, evitando a venda de duas das mais históricas marcas do planeta, ainda para mais num momento em que estão a meio os planos de revitalização tanto da Alfa Romeo como da Maserati.