BMW i8 mais possante (e descapotável) em 2018

Alterações do design, especialmente ao nível das óticas, e aumento da potência para o híbrido desportivo mais popular do mercado. Os clientes da BMW podem esfregar as mãos porque vai haver versão cabrio – a ser lançada em simultâneo com o coupé!

Estes são tempos de entusiasmo para os amantes da BMW. Ainda mais para quem pode comprar um i8, um carro que parece ter saído do espaço ou vindo do futuro. Após as edições especiais reveladas já em 2017, é tempo da nova geração do híbrido desportivo mais vendido do mundo entrar em cena.

As informações apontam para a introdução no mercado em 2018, oferecendo ao BMW i8 novidades na mecânica e na estética. Além disso, espera-se a chegada, em simultâneo com o coupé, da muito aguardada versão descapotável (o i8 Spyder). A nível de design deve ser opção do fabricante bávaro uma evolução ao invés de revolução, com novidades como faróis dianteiros com LED’s mais elaborados. Vai haver também upgrades no interior, no qual o iDrive é a maior novidade: a última plataforma multimédia da BMW que muito provavelmente vai permitir recorrer no desportivo híbrido à tecnologia de controlo por gestos.

Em termos de motorização, está previsto que ganhe 10% de autonomia em relação à versão anterior através do melhoramento da combinação híbrida gasolina-eletrico, que vai debitar perto de 420 cv. Este é um valor incrível e que mostra a evolução dos híbridos também no mundo dos desportivos, pois falamos de somente menos 11 cv do que o seis cilindros em linha que tanta alma dá alma ao BMW M3 e de um aumento notório em relação aos atuais 362CV. No caso do i8, esta força tem origem na combinação entre o bloco 1.5 litros turbo de 3 cilindros e um segundo motor, elétrico, montado no eixo frontal.

O BMW i8 coupé custa actualmente 142.000 mil euros, mas espera-se que o modelo renovado vá sofrer um ligeiro aumento de preços, sendo que a versão Spyder deverá estar acessível por valores superiores.

Diogo Borges