BMW e Mercedes podem reforçar sinergias

Um responsável do fabricante bávaro afirmou que existe a possibilidade de ser reforçada a aquisição conjunta de componentes por parte dos dois gigantes da indústria automóvel germânica.

O responsável de compras do Grupo BMW, Markus Duesmann, revelou a um meio de comunicação social germânico que o fabricante da Baviera quer reforçar a aquisição conjunta de componentes com o Grupo Daimler, que detém a Mercedes e a Smart. Este acordo para a compra de equipamentos data de 2008 e abrange áreas como os pneumáticos e componentes para bancos, oferecendo a vantagem económica da redução do preço pelo maior volume de produtos adquiridos, mas segundo afirma o responsável da BMW ainda existe margem para alargar esta sinergia. Duesmann explica que as possibilidades de sinergias “ainda não foram totalmente exploradas; existem conversas regulares e estamos de momento a discutir a aquisição conjunta de mais componentes”.

Foram também abordadas outras áreas nesta entrevista, e foi revelado que a BMW poderá também vir a alterar os contratos referentes à compra de software de forma a responder às necessidades impostas pela crescente aposta na eletrificação e condução autónoma. Uma das possibilidades passa pela mudança de fornecedor de baterias, que é atualmente a Samsung SDi, mas o responsável de compras do Grupo BMW explicou que ainda não foi tomada uma decisão. “Estamos em conversações com todos os grandes fabricantes e vamos tomar uma decisão a cada geração de modelos”.