CEO da Opel demite-se. Audi pode ser o destino

Karl-Thomas Neumann, que semanalmente “falava” com os fãs da Opel através do seu podcast, anunciou a sua saída. Adensam-se assim os rumores sobre o seu possível regresso ao Grupo Volkswagen.

Após surgirem nos últimos dias informações de que o CEO da Opel se preparava para abandonar a empresa quando a integração do fabricante germânico no Grupo PSA estivesse concluída, esta possibilidade foi agora confirmada com o anúncio da saída de Karl-Thomas Neumann da marca do Astra e do Corsa. A sucessão no topo da hierarquia do construtor de Russelsheim está já decidida, e o seu cargo será ocupado pelo até agora responsável pelo departamento financeiro, Michael Lohscheller. Esta passagem de testemunho coloca fim a pouco mais de quatro anos de liderança de KTN na Opel, onde havia ingressado em março de 2013, embora seja indicado que o atual CEO vai manter-se no conselho de administração até que a venda da marca ao Grupo PSA esteja concluída.

Esta saída poderá também estar relacionada com outra notícia que tem estado a correr o mundo automóvel nos últimos dias, e que dá conta do possível regresso de Karl-Thomas Neumann ao Grupo Volkswagen, onde já liderou a divisão na China entre 2010 e 2012. Segundo as informações que circularam nos últimos dias, este executivo será a escolha dos germânicos para suceder a Rupert Stadler como CEO da Audi, com o cargo em risco após o envolvimento nos últimos tempos da marca no Dieselgate.

Michael Lohscheller é o novo CEO da Opel