Como a Hyundai quer superar a Toyota na Europa

A Hyundai vai duplicar o número de SUV que atualmente oferece na Europa para quatro modelos até 2019 e a linha de crossovers deve crescer ainda mais até 2021, ano em que espera ultrapassar a Toyota e a Nissan como a marca asiática de maior volume de vendas na Europa.

A ofensiva da casa sul-coreana foi reforçada este ano com o novo Kauai (rival do Renault Captur e conhecido como Kona a nível internacional), cuja comercialização se iniciará no final deste ano nos principais mercados europeus. Seguir-se-à um mini-crossover em 2019 e outro de maiores dimensões do que o Santa Fe.

Os SUV representam cerca de 35% do total de vendas da Hyundai na Europa, ao passo que a ‘irmã’ Kia garante 41% das suas vendas a partir deste segmento. Na Nissan, o impacto dos SUV é enorme, representando mais de 70% do seu negócio no Continente Europeu. A Toyota cresceu de 12% para 30% com a chegada do novo CH-R, o que diz tudo sobre a importância dos novos lançamentos, até porque a procura por SUV continua a crescer na Europa.

De acordo com um especialista da JATO, além de ser mais rentável, o Kauai deverá ser mais rentável e vender o dobro do ix20, modelo que vem substituir. Ao Renault Captur juntam-se na lista de concorrentes modelos como o Opel Mokka, o Peugeot 2008, o Kia Stonic e o VW T-Roc.

O futuro mini-crossover da marca previsto para 2019 irá partilhar a sua plataforma com o i10, concorrendo com Fiat Panda e Suzuki Ignis. O SUV de topo rivalizará com o Nissan X-Trail e o Renault Koleos, mas será sobretudo importante no mercado norte-americano.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.