Fiat 500 comemorou 60 anos de variadas formas

Um divertido vídeo que evoca a passagem dos anos pelo modelo, um selo especial que foi lançado em Turim e a inclusão de um exemplar na coleção do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque assinalaram a data de 4 de julho, e deram mais esplendor ao dia em que o Fiat 500 comemorou 60 anos.

Sem dúvida um dos mais emblemáticos automóveis de sempre, o Fiat 500 não deixa ninguém indiferente. Um modelo de formas icónicas que consegue trazer belas memórias tanto aos mais velhos como aos que o conduzem nos tempos modernos, este é sem dúvida um ícone que resiste ao passar dos tempos.

E os ‘tempos’ a que nos referimos são precisamente seis décadas de vida assinaladas ontem com diversas iniciativas que trouxeram um brilho especial à data. Destacamos desde logo o bonito vídeo que lhe apresentamos de seguida, denominado “Vejo-te no futuro” e que faz a passagem dos anos pelo citadino transalpino.

Selo comemorativo 60 anos do Fiat 500
Selo comemorativo 60 anos do Fiat 500

Mas existiram outras iniciativas a marcar o dia em que o Fiat 500 comemorou 60 anos, como o lançamento de um selo especial na cidade de Turim com o modelo como protagonista. Numa edição com um milhão de exemplares e um preço anunciado de 0.95€ em Itália, são apresentadas no pequeno quadrado as formas que criaram este mito que passadas muitas décadas continua com a sua capacidade de sedução intacta. Destacando o 500 como “um milagre do design italiano”, é destacado pela marca o apelo internacional que este automóvel alcançou, com 80% da produção a ser enviada para fora do país de origem.

Definindo o Fiat 500 como um icóne dos nossos tempos, foi ainda anunciado pelo Moma, o Museu de Arte de Nova Iorque, a inclusão de um exemplar do modelo na sua coleção permanente. Martino Stierli, curador da instituição, explicou esta opção afirmando que este é “um ícone da história automóvel que alterou de forma fundamental o design e produção”. A escolha foi para a Série F, fabricada entre 1965 e 1972, que foi a mais comercializada na ‘primeira vida’ do citadino, em que mais de quatro milhões de unidades sairam das fábricas da marca entre 1957 e 1972. Na altura utilizava um motor de 499,5cm3, que debitava 18CV e era capaz de atingir os 95 km/h.

a carregar vídeo

Repetindo o sucesso, a marca recorda no momento em que o Fiat 500 comemorou 60 anos o sucesso que o tem acompanhado desde o relançamento em 2007, já com mais de dois milhões de viaturas transacionadas e prémios como o título de Carro Internacional do Ano em 2008.

Mantendo-se como um ícone dos tempos modernos, o Fiat 500 continua a ser apelativa para casas de prestigio, que lançam edições especiais do modelo. O caso mais recente foi a Riva, mas também a Gucci e a Diesel já criaram projetos próprios desenvolvidos com o pequeno carro italiano. Além disso, serve também para algumas ideias mais loucas, como foi o caso recente de Lapo Elkann, que escolheu o Fiat 500 para os seus esboços de um Kar-Masutra…

Além de ser um ícone “por si só”, o 500 também passou a designar uma família de propostas da marca italiana. Uma das mais recentes novidades foi o novo 500L (que até já recebeu um divertido anúncio), a que se junta ainda o descapotável 500C e o SUV 500X (aqui testado pela Turbo). Também já no Salão de Genebra a marca tinha evocado o 60º aniversário do 500, através do lançamento da edição especial 500 Sessantíssimo.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.