Lamborghini pondera desportivo compacto

A possibilidade de surgir um quarto modelo na gama da Lamborghini está a ser estudada, mas apenas para a próxima década e nunca antes da plena afirmação do Urus no mercado.

Em declarações ao meio de comunicação social australiano Motoring, o CEO da Lamborghini, Stefano Domenicali, afirmou que a marca pondera o desenvolvimento futuro de um novo desportivo compacto, que se colocaria abaixo do Huracan e do Aventador na oferta da marca. Questionado sobre esta hipótese, o responsável máximo do fabricante de Sant’Agatta Bolognese deixou a opção em aberto, indicando que “a resposta é possivelmente sim”, embora nunca antes da plena afirmação do SUV Urus, que será o único Lamborghini híbrido, no mercado. “Antes temos de nos assegurar que o terceiro modelo está suficientemente estável para pensar num quarto automóvel”.

Deixando em aberto a possibilidade de duplicar futuramente o portefólio da marca para quatro propostas, Domenicali também deixou antever alterações na estratégia da marca, para resolver a questão causada pelas imensas diferenças entre o Huracan e o Aventador. “Se falarmos de superdesportivos, devemos avaliar que a abordagem certa é a modularidade. Não podemos ter dois modelos com duas motorizações, duas transmissões, dois chassis, honestamente não é viável em termos de modelo de negócio”. Esta poderá ser mais uma razão para a introdução de um desportivo compacto, que poderia ter como base esta plataforma modular, mas essa possibilidade não irá tornar-se realidade nos próximos tempos, pois Domenicali afirmou que esta quarta proposta para o portefólio apenas poderá surgir na próxima década. “Talvez 2022, nunca antes”, concluiu o responsável máximo da marca transalpina.

Nuno Fatela/Turbo