Toyota leva i Concept ao CES

Nuno Fatela
Nuno Fatela
Jornalista

Procurando humanizar a condução autónoma do futuro, o i Concept da Toyota conta com um assistente pessoal de nome Yui.

Montra para as marcas automóveis apresentarem soluções no que se refere às tecnologias das suas viaturas, a CES acolhe este ano a apresentação do i Concept da Toyota.

Partindo do princípio de que os veículos do futuro devem ser desenvolvidos logo de base a pensar nos humanos que estarão a bordo, a Toyota apresenta na CES um protótipo de formas peculiares e que faz da comunicação tanto com os que estão a bordo como com os outros utilizadores da via o seu principal destaque.

Procurando oferecer uma experiência emersiva para o condutor, o Toyota i Concept incorpora inteligência artificial para “antecipar as necessidades, inspirar a imaginação e melhorar a vida das pessoas”. Por isso foi construído a pensar nesta relação entre homem e máquina, utilizando várias tecnologias para analisar as emoções das pessoas e assim corresponder aos seus anseios. De forma a estabelecer esta ligação, utiliza estímulos visuais, hápticos (por toque) e sonoros não apenas para potenciar a comunicação do automóvel mas também para informar o condutor de potenciais perigos e o apoiar com assistências autónomas.

Para fazer a tecnologia “mais humana”, um elemento-chave é o assistente pessoal Yui que surge no i Concept, que, de forma a garantir maior segurança, evita ao máximo a utilização de ecrãs. Por isso surge um generoso head-up display na dianteira, e para tornar mais intuitiva esta transmissão de informações utiliza também feedback sonoro e visual, como pela iluminação dos pilares para avisar de potenciais perigos escondidos do olho humano nos ângulos mortos.

Mesmo o exterior do protótipo da Toyota é uma plataforma de comunicação para o Yui, que nas laterais dá as boas vindas aos passageiros, indica na sua dianteira se está a ser conduzido autonomamente ou por um humano e disponibiliza na traseira informações sobre curvas e outros potenciais perigos que podem surgir nas estradas aos outros automóveis.