No futuro, as fontes de energia vão ser usadas como roupa

Um grupo de cientistas chineses criaram uma forma de permitir às pessoas transportarem as suas próprias fontes de energia, que vão poder alimentar smartphones ou qualquer outro aparelho que um indivíduo esteja a carregar. E, muito provavelmente, essas superbaterias portáteis até vão poder estar cosidas nas nossas roupas.

Este sistema apenas existe ainda sob forma teórica. O grupo de cientistas chineses publicou um artigo na edição internacional da revista científica alemã Angewandte Chemie, onde demonstram como podem utilizar um eletrólito elástico e elétrodos de papel químico (de carbono) que, quando combinados, formam um supercapacitador que pode ser esticado num fator de 1000 vezes o seu volume, ou comprimido até 50 vezes, sem perder capacidade. Um hidrogel feito com base no polímero poliacrilamida garante a condutividade de energia, enquanto a combinação de vinil e sílica no eletrólito garantem a elasticidade.

Este tipo de supercapacitador serve para preencher o espaço entre as baterias, que necessitam de um tamanho elevado para acumularem energia, um capacitador, que acumula muita energia, mas tem que gastá-la quase imediatamente. Também vai permitir criar o equivalente a baterias, de forma muito mais prática, podendo ser transportada facilmente. Imagine que ligava um smartphone a este material, e que este fazia parte do seu casaco?