Primeiro Uber sem condutor já circula

a carregar vídeo

Depois dos taxistas, os próprios condutores da Uber poderão ser a próxima “vítima” do novo gigante mundial da mobilidade. A partir de hoje e se estiver na cidade americana de San Francisco já pode chamar um Uber que se guia sozinho.

Depois de Pittsburgh, hoje é a vez de San Francisco ter um self-driving Uber. Ao requisitar um serviço UberX, os utilizadores poderão escolher um Volvo XC90 que se guia sozinho. Nesta fase de desenvolvimento e da legislação, os carros auto-conduzidos da Uber terão sempre um condutor ao volante, mas que na verdade não fará nada ao longo do trajeto definido pelo cliente, a não ser conversar e explicar esta nova tecnologia que promete vir a revolucionar a mobilidade urbana.

Associação com a Volvo

A Uber associa-se assim à Volvo na corrida pela produção e generalização de carros totalmente autónomos. Em comunicado, a Uber defende que “A promessa da condução autónoma é essencial para a nossa missão de oferecer transporte fiável em todo o lado para todas as pessoas. Com o crescimento da procura por soluções de partilha de mobilidade, o futuro do transporte será um mix de condutores humanos e veículos de condução autónoma.”

A empresa californiana defende que ainda é cedo para “libertar” os carros autónomos da presença do motorista, mas acredita que este é apenas o primeiro passo da evolução tecnológica que irá revolucionar a mobilidade nas cidades durante os próximos anos.

Não tardará muito até que os motoristas Uber se juntem aos taxistas em manifestações contra carros-robot. No entanto, a condução autónoma levanta ainda uma série de questões técnicas e legais que limitarão a disseminação desta tecnologia que veio, evidentemente, para ficar.