Todos os anos, a Ferrari lança um novo modelo para uma lista muito restrita de clientes. Um dos mais recentes é o LaFerrari Aperta, uma versão descapotável do híbrido LaFerrari. Mantendo a combinação de um motor elétrico com um V12 de 800 cv, este modelo tem uma potência total de 963 cv, mas foi removido o tejadilho, o que representa apenas um ligeiro acréscimo de peso.

O LaFerrari Aperta custa dois milhões de euros e vai ter direito apenas a 200 unidades. A Ferrari decidiu, como é costume, selecionar previamente os nomes das pessoas com “autorização” para comprar o novo carro. Os critérios exatos não são conhecidos, mas é geralmente ponto assente que quem não é já dono de pelo menos um Ferrari e quem não tem uma carteira bem recheada não tem hipótese.

David Lee achava que tinha hipótese. O milionário sino-americano já tem uma coleção de vários modelos da marca italiana, avaliada em 50 milhões de dólares. Essa coleção inclui modelos exclusivos recentes como o LaFerrari normal e um F12tdf feito por encomenda, mas também clássicos como o 275 GTB/4 ou o 288 GTO Evoluzione. Lee vai frequentemente a encontros de Ferraristas e até a Concursos de Elegância como Pebble Beach. A sua garagem até já foi mostrada no programa Jay Leno’s Garage. No entanto, a sua aplicação foi rejeitada. E Lee não sabe porquê. Mas isto apenas o deixou mais determinado a conseguir um.