A maior parte dos automóveis novos já vem equipada com um computador de bordo que contabiliza automaticamente o consumo de combustível. Mas há sempre a hipótese de o computador de bordo não ser tão fiável e dar um valor ligeiramente ao lado. Felizmente, é possível saber exatamente qual é o consumo do seu carro. E pode fazê-lo com uma boa e velha conta de matemática.

Vamos pegar num dos automóveis mais vendidos em Portugal para exemplificar, como o Renault Clio com o motor TCe 90. O seu consumo médio anunciado é de 4,7 l/100 km, e o depósito de combustível tem 45 litros. Isto significa que dividindo 45 por 4,7 e multiplicando por 100, sabemos que a sua autonomia será de 957 km, se começarmos com um depósito cheio e o esvaziarmos completamente.

Mas ninguém esvazia todo o depósito, e o consumo médio nunca é exato, dependendo de muitos fatores reais que podem afetar bastante este número. Primeiro, encha o depósito, até ao fim. Ponha os quilómetros a zero e faça uma utilização normal do carro. Da próxima vez que for à bomba, encha outra vez.

Agora, é hora de puxar pela calculadora. Digamos que fez exatamente 600 km e que colocou exatamente 35 litros, para facilitar as contas. Divida os litros (35) pelos quilómetros (600) e multiplique por 100. O valor será 5,8. E esse será o seu consumo médio: 5,8 litros por cada 100 quilómetros percorridos. Fazendo sempre isto, sabe sempre quanto é que o motor do seu carro anda a consumir.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.