Campeonato de Portugal de Ralicross com quase meia centena em Mação

Depois do arranque em Lousada, o PT RX ruma a Mação

Depois da prova inaugural em Lousada, o Campeonato de Portugal de Ralicross (PT RX) ruma no próximo fim de semana a Mação, para uma jornada com quase meia centena de inscritos.

O Clube Automóvel de Mação organiza a segunda prova da época, num traçado que aparece com novidades para responder aos novos regulamentos, a maiores necessidades de segurança e, fundamentalmente, para corridas mais espetaculares, ao longo de um fim de semana que se espera emotivo.

Em termos de inscritos, há várias novidades numa lista com quase meia centena de pilotos. Na Super Iniciação – Troféu Ernesto Gonçalves, Nuno Barroso junta-se ao grupo dos jovens talentos, ao volante de um Fiat Uno. Na Super Nacional A 1.6, Jorge Costela, num Citroën Saxo, decidiu regressar após a estreia na Taça em 2017 e de ter corrido em Lousada, na primeira prova deste ano. Nos Super Buggy António Estêvão vai alinhar com um Can Am Bombardier, um veículo que pela sua diferença é sempre uma presença a registar. Ainda nos Super Buggy, Rui Godinho regressa depois de ter tido uma participação na Taça, em 2016.

Nos Kartcross, onde mais uma vez se reúne o maior número de inscritos (15), a principal novidade é a estreia absoluta de um novo chassis português. Mário Rato vai estrear um Semog Revolution SR, a arma de nova geração da conceituada marca nacional de chassis.

O traçado da Boavista teve alterações durante o ‘defeso’ e uma das mais notórias foi o alargamento da reta da meta, o que vai permitir partidas com cinco carros em linha no Ralicross.

A animação arranca já este sábado, com os treinos livres e as duas primeiras corridas de qualificação. Domingo será o dia do warm-up, das terceiras e quartas corridas de qualificação e das decisivas Finais.

Recorde como foi a prova de abertura do PT RX, na histórica pista de Lousada.

a carregar vídeo