CPR: Rallye Vidreiro 2018 homenageia Pinhal do Rei

a carregar vídeo
Motor 24
Motor 24
Redação

Depois do Vodafone Rally de Portugal, o Rallye Vidreiro Centro de Portugal é o desafio que se segue. Depois de nos últimos dois anos ter sido considerada pela FPAK como a melhor prova da temporada (das que pontuavam apenas para as competições internas), a quinta prova do campeonato volta com uma homenagem ao Pinhal do Rei.

Apesar dessa condicionante, o Clube Automóvel da Marinha Grande juntou esforços com as autoridades conseguindo as autorizações necessárias para levar, como habitualmente, o rali até às estradas das matas que estiveram encerradas até há bem pouco tempo.

A prova terá início pelas 17 horas de sexta-feira, dia 8 de junho, e contará com duas passagens pelo novo troço de S. Pedro de Moel (17h00 e 19h15), que terá início junto ao Parque de Campismo da Orbitur, seguindo pela interior do Pinhal de Leiria. Mais tarde, os pilotos dão espetáculo na Super-Especial citadina (21h05).

No sábado, o rali recebe mais uma das novidades introduzidas pela organização. Logo pelas 8h40 os primeiros carros de rali deixam a Parque de Assistência junto ao Estádio Municipal da Marinha Grande com destino à primeira de três passagens no troço “Pinhal do Rei” (09h40, 12h40 e 16h45). O nome do troço foi a forma que a organização encontrou para homenagear o Pinhal mandado plantar por D. Dinis, no século XXIII.

Depois, e tal como no ano passado, a prova desloca-se para norte, para o concelho de Pombal, onde se realizam as especiais de Mata Mourisca (10h45 e 14h50) e Assanhas da Paz (11h25 e 15h30). Duas etapas com um total de 461.18km de extensão, 110.20km dos quais ao cronómetro, que vão trazer cor e vida à zona por muitos considerada como o “pulmão de Portugal”.