Simone Faggioli faz história na Rampa da Falperra

Simone Faggioli venceu na Falperra pela sexta vez

O italiano Simone Faggioli (Norma M20 FC) ganhou a Rampa Internacional da Falperra, ultrapassando Andrés Vilariño para se tornar o recordista de vitórias (seis) na prova portuguesa. Christian Merli (Osella FA30) ficou a escassos 0,472s de Faggioli mas bateu o recorde da rampa, com o tempo de 1m47,890s. Campeão nacional Rui Ramalho (Osella PA2000 Evo2) garantiu segundo triunfo consecutivo no CPM.

A 39.ª edição da Rampa Internacional da Falperra teve os ingredientes de várias outras edições: muito público, mais de 130 carros, várias paragens no programa – duas delas motivadas pelos acidentes de Fausto Bormolini (Fórmula Reynard) e David Dedek (Alfa Romeo 147) – e o domínio dos pilotos italianos que competem no Campeonato da Europa FIA de Montanha, competição onde Portugal era a terceira paragem do calendário, depois de França e Áustria.

Muito público, como sempre, na prova bracarense

Um dos grandes motivos de interesse na edição deste ano era a possibilidade de Simone Faggioli ultrapassar o espanhol Andrés Vilariño e tornar-se o piloto mais vitorioso da prova portuguesa, algo que o italiano conseguiria mesmo mas por escassos 0,472s de vantagem sobre o compatriota Christian Merli. Faggioli, piloto da Norma (construtor francês) e dez vezes campeão da Europa de Montanha, não esteve tão dominador este ano na Falperra, talvez pela instabilidade das condições climatéricas, que alternavam o piso seco com piso húmido ou molhado.

Simone Faggioli

Milhares de espectadores resistiram aos atrasos do programa e assistiram ao show dos dois pilotos italianos, com Faggioli a entrar para a história com a sexta vitória em Portugal, desempatando com Andrés Vilariño, quinto classificado na edição deste ano. Merli, por outro lado, ficou a apenas 0,472s do seu compatriota e ainda pulverizou o recorde do traçado da Falperra na derradeira subida, rodando em 1m47,890s. Refira-se que o anterior recorde tinha sido estabelecido por Faggioli em 2017, com o tempo de 1m48,686.

O francês Sébastien Petit, também em Norma M20 FC, completou o pódio da Falperra, na frente do compatriota Guy Demuth, também num Norma. Rui Ramalho, que também estava inscrito na prova do Europeu, conseguiu o sétimo lugar da categoria das barchettas. Destaque para outro piloto português, o bracarense José Correia, que repetiu a vitória de 2017 na Categoria 1 da prova do Europeu FIA, ao volante do espetacular Nissan Nismo GT-R GT3.

José Correia (Nissan Nismo GT-R GT3)

A quarta prova do Campeonato da Europa FIA de Montanha será a espanhola Subida Internacional Al Fito, já no próximo fim de semana.

Rui Ramalho volta a ganhar

A Rampa Internacional da Falperra era, simultaneamente, a segunda prova do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, que tinha arrancado na Rampa da Penha. Tal como em Guimarães, o campeão nacional Rui Ramalho mostrou que é o grande favorito ao título e bateu inclusive o campeão nacional de ralis, Carlos Vieira, que surgiu na Falperra ao volante de um Norma M20 FC.

Rui Ramalho (Osella PA2000 Evo2)

O bracarense, piloto da Hyundai nos ralis, foi o mais rápido nas subidas de treinos oficiais mas Ramalho foi mais forte nas três subidas de prova, vencendo com 8,536s de vantagem sobre Vieira.

Carlos Vieira (Norma M20 FC)

Além de ter ganho a categoria na prova do Campeonato da Europa e os GT no CPM, José Correia também colocou o Nissan no pódio absoluto do Nacional, na frente do Ford Fiesta R5+ de Manuel Correia (vencedor dos Turismos) e do BRC da espanhola Angela Vilariño Facal, filha de Andrés Vilariño.

Manuel Correia (Ford Fiesta R5+)

Nas categorias de Turismos do CPM, triunfos para Luís Nunes (Audi RS LMS) na Divisão 4, Joaquim Teixeira (SEAT León Cup Racer Mk3) na Divisão 3 e Pedro Coelho Saraiva (Hyundai i20 R5) na Divisão 1. Já Campeonato de Portugal de Clássicos de Montanha, vitória para o bracarense Rui Costa, num Ford RS 1600.

O espetacular Mercedes SLK 340 do suíço Reto Meisel

Destaque ainda para a estreia absoluta do KIA Picanto GT Cup, troféu monomarca da marca sul-coreana, que teve um total de 13 carros nesta prova de arranque. Num pelotão apadrinhado pelo consagrado Manuel Gião (cujos tempos não contavam para a classificação final), destacaram-se o rookie Henrique van Uden, vencedor da Corrida 1 (sábado), e o experiente Hugo Araújo (vencedor do Super Seven by KIA), que ganhou a Corrida 2 (domingo).

A terceira prova do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group será a Rampa Serra da Estrela, na Covilhã, a 2 e 3 junho.

FOTOS: Zoom Motorsport (António Silva, Eduardo Abreu, Luís Leão e Manuel Rocha)

CLASSIFICAÇÕES RAMPA INTERNACIONAL DA FALPERRA