A Williams Racing anunciou que chegou a acordo com Alexander Albon para a continuidade deste na equipa em 2023, faltando confirmar quem irá estar ao lado deste na próxima temporada do Mundial de Fórmula 1.

Albon regressou à modalidade este ano após uma temporada a competir no DTM, conseguindo até agora três pontos e algumas prestações surpreendentes, como no GP da Austrália, quando cumpriu quase toda a corrida com o mesmo jogo de pneus para terminar no décimo lugar.

O seu esforço é assim recompensado com a aposta da Williams por mais alguns anos, anunciando hoje a extensão do seu contrato.

“Estou verdadeiramente entusiasmado por ficar com a Williams Racing para 2023 e ansioso por ver o que podemos alcançar como equipa no final desta temporada e no próximo ano. A equipa fez alguns grandes avanços este ano e é excitante poder continuar nesta jornada e desenvolver ainda mais os nossos ensinamentos conjuntos”, afirmou o piloto tailandês.

Resta saber quem irá acompanhar Albon na formação de Grove em 2023, já que Nicholas Latifi poderá ter o seu lugar em risco, à falta de prestações semelhantes às do seu colega de equipa. A recusa de Oscar Piastri em pilotar pela Alpine em 2023 indica que o australiano estará a negociar ou com a McLaren ou com a Williams, pelo que este é um dos lugares a ter em atenção para 2023.