Joan Mir voa da Moto2 para a MotoGP em 2019

Alexandra Beny
Jornalista

Joan Mir é o eleito da Suzuki para substituir Andrea Iannone nos próximos dois anos na equipa de MotoGP. O jovem piloto de 20 anos vai fazer dupla com Álex Rins, depois de uma ascensão meteórica nas categorias inferiores.

Mir assumiu imediatamente o estatuto de jovem promessa quando venceu o campeonato de Moto3 no seu segundo ano na categoria, em 2017, com 10 vitórias – a melhor marca desde Marc Márquez.

Adaptou-se rapidamente à Moto2 com a equipa Marc VDS, e atualmente está em quinto na tabela de pontuação, com pódios consecutivos em Le Mans e Mugello.

“Joan Mir tem apenas 20 anos e já é um campeão mundial, com impressionantes 10 vitórias no ano passado”, disse o chefe da equipa Suzuki, Davide Brivio.

“É feroz, espirituoso e pode ser muito rápido. Tem todas as características que procuramos num jovem piloto, que quer se juntar a nós.Não só pelo prestígio de poder pilotar uma moto de fábrica na categoria rainha, mas, mais que tudo, porque acredita no nosso projeto”, justificou.