FOTO CC-BY-SA 3.0 Wikimedia Commons/Comyu

Acelerar a substituição de motores de explosão nos veículos pesados por fontes de energia não poluentes promete ser mais difícil do que fazê-lo com automóveis ligeiros de passageiros. Mas já se estão a descobrir formas de acelerar o processo proposto pelo Instituto Fraunhofer, na Alemanha, que propõe o uso de painéis solares, especialmente nos veículos com atrelados.

Atrelados com câmara frigorífica custam ainda mais energia a um camião do que um atrelado normal, por isso foram usados pelos investigadores do Instituto e da Dachser numa experiência. Seis conjuntos de camião e atrelado com câmara frigorífica, pesando um total de 40 toneladas cada, da empresa de camionagem Benzinger, foram equipados com sensores para medir a quantidade de irradiações emitidas pela superfície da cobertura do atrelado, em viagens que foram de Praga a Maiorca, ou de Paris a Munique. A equipa de investigação chegou à conclusão que cada camião pode poupar até 1900 litros de gasóleo por ano.

Para atingir esse número, basta preencher o total de 36 metros quadrados de área no topo dos atrelados com painéis solares. A energia gerada vai ser pouca, apenas 6 kW, mas vai ser suficiente para poupar uma quantidade considerável de energia, cumulativamente. Para equipar os painéis, seria preciso modificar os camiões levar em conta o peso bruto total do trator com atrelado, bem como a altitude máxima permitida em certas estradas, devido à existência de túneis e viadutos.