Países Baixos querem proibir carros novos com motor de combustão

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Os Países Baixos poderão estar na iminência de anunciar a proibição de venda de automóveis com motores de combustão interna, juntando-se a nações como Reino Unido, França ou Escócia, havendo ainda a possibilidade de a China se juntar a este lote dentro em breve.

Até ao momento, a decisão de interdição de comercialização de veículos com motor térmico é atirada para o futuro, nomeadamente para um período entre 2030 e 2040, com este último a ser o prazo estabelecido por França e Reino Unido. Mas também o país das túlipas estará a caminho de anunciar o final de veículos novos alimentados a combustíveis fosseis, mas em 2030, de acordo com o NL Times.

Aquele meio de comunicação nota que o esforço do Governo local surge como uma das premissas advogadas pela coligação que venceu as eleições em março deste ano, esperando-se mais detalhes em breve. Entre esses deverão estar os planos de incentivos para ajudar os carros elétricos a ganharem ‘tração’ num mercado que, neste momento tem menos de 2% do total das vendas de carros novos, bem como a melhoria da rede de carregamento de carros elétricos.

Também detalhado no plano de Governo para a mobilidade está um investimento único de 100 milhões de euros em infrestruturas para incentivar a utilização da bicicleta num país em que uma grande fatia da população já é utilizadora daquele veículo.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.