Ensaio Nissan Qashqai 1.6 dCi ProPilot: Anti-distrações!

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Modelo com um sucesso inegável (e contínuo), o Nissan Qashqai recebeu em meados de 2017 uma forte atualização de conteúdos, com destaque para o acréscimo de funcionalidades apresentado pelo sistema ProPilot, um assistente de condução que permite colmatar distrações do condutor.

Não há volta a dar. O Qashqai mantém-se como um dos modelos SUV mais vendidos da Europa e não pretende abrir mão do seu estatuto, surgindo agora com mais argumentos estéticos, técnicos e tecnológicos. Neste último apartado, o principal destaque é o sistema ProPilot de assistência à condução, um elemento que surge integrado no grande ecossistema de conectividade e mobilidade da Nissan, naquilo que a companhia designa de Mobilidade Inteligente.

Entre as funcionalidades deste sistema encontram-se o alerta de proximidade para o veículo da frente, o assistente de travagem de emergência, o alerta de desvio de via com correções no volante e o cruise control ativo, que permite manter a distância pré-estabelecida (a partir dos comandos no volante) para o carro precedente. Não sendo um veículo inserido no âmbito da condução autónoma, o sistema ProPilot ‘deixa’ que o veículo seja controlado autonomamente por breves segundos, assumindo que as marcações do asfalto sejam bem legíveis pelos sistemas do Qashqai.

Na prática, uma tecnologia prática e eficaz, que mantém o Qashqai dentro da sua via, numa solução bastante completa que aumenta a segurança do condutor, embora nem sempre tenha a disponibilidade do controlo da direção por obra da falta de marcações no piso. Além disso, junte-se a segurança proporcionada pelo sistema de câmaras 360 (oferecendo uma visão superior do veículo) e o Qashqai apresenta-se como um dos modelos mais equipados em matéria de segurança.

Outras valências

Além do conjunto ProPilot, o Qashqai tem mais méritos. Muitos, justificando dessa forma os muitos anos de sucesso nos mercados. Orientado para o conforto, o Qashqai permite viagens muito tranquilas, com amortecimento competente e sem firmeza excessiva, o que lhe dá um carácter mais familiar. Com muito equilíbrio em curva, este Qashqai faz bom uso do eixo traseiro com esquema multibraço, não escondendo, ainda assim, a sua maior predisposição para o conforto e refinamento, algo que está bem conseguido nesta versão também pelos bons materiais e bordo e construção sem mácula. O objetivo da Nissan foi aumentar a sensação de qualidade a bordo, sendo justo dizer que esta geração cumpre com essa intenção.

Ainda no interior, o Qashqai tem dimensões que permitem acomodar quatro adultos sem problemas de maior (cinco com um pouco mais de aperto, mas é possível), com boas cotas habitáveis. Na bagageira, destaque para os 430 litros de capacidade, que podem ser expandidos para os 1598 litros com o rebatimento dos encostos dos bancos traseiros.

Ritmo forte

Depois, o motor. Ainda que a discussão em torno do futuro do Diesel seja agora corriqueira, a sua mais-valia prática faz com que abdicar dele, sobretudo no caso dos SUV de segmento C, seja jogar contra as suas possibilidades de sucesso. Assim, a Nissan não deixa cair o bloco 1.6 dCi de 130 CV de potência e 320 Nm, que se destaca pela sua elasticidade e vigor ao longo de uma grande faixa de rotações. Destaque, sobretudo, pela força em baixas rotações, comprovando uma vez mais a eficácia deste motor turbodiesel resultante da Aliança franco-nipónica.

Pouco comum é a sua associação a uma caixa de variação contínua (CVT), aqui denominada Xtronic. Geralmente mais eficientes, essas caixas são comummente associadas a motorizações híbridas ou a gasolina. Neste caso, a marca escolheu a CVT para a parceria com o 1.6 dCi e o resultado é misto. As respostas não comprometem – havendo até um escalonamento simulado de sete velocidades para escolher através do seletor de caixa (não há patilhas no volante) –, oferecendo linearidade, mas, como usual neste tipo de caixa, também maior ruído do motor em situações às quais o andamento não corresponde. Além disso, os consumos tendem a ser algo elevados, com o nosso ensaio a ficar com uma média de 6,8 l/100 km, longe dos 4,7 litros anunciados de consumo médio.

No entanto, atendendo à suavidade e boas respostas do conjunto, acaba por ser uma boa conjunção.

Num item final de apreciação, a versão ensaiada era a Tekna Premium+, que estava dotada de um autêntico manancial de equipamento: além do já referido sistema ProPilot, conta ainda com teto panorâmico, estofos em pele “Napa” com textura 3D, bancos dianteiros aquecidos e ajustáveis eletricamente, Driver Assist Pack (com alerta de fadiga do condutor, sistema Inteligente de Ângulo Morto e Assistente Inteligente ao Estacionamento com alerta de trânsito), câmaras 360 e o essencial NissanConnect com ecrã tátil de 7” (nos dias de hoje, poderia ser maior…), navegação 3D e tecnologia Google Send-to-Car.

O preço por este ‘pacote’: 40.850€. No entanto, optando pela campanha de financiamento da Nissan (RCI) e retoma de carro antigo, o Qashqai nesta versão pode ficar por mais atrativos 35.850€.

VEREDICTO

Modelo bem-sucedido, o Qashqai está ainda mais atrativo pela sua mais-valia tecnológica, recebendo o ProPilot que foi estreado no novo Leaf no início deste ano. Agora, aquele que foi um dos modelos que popularizou a ‘SUV-o-mania’ tem outros atributos – não é ainda um autónomo, mas tem sistemas de segurança que conferem maior ‘proteção’ aos ocupantes. Por aí, considera-se uma aposta ganha. Também em muito bom nível está o motor 1.6 dCi de 130 CV, bastante enérgico, com a linearidade da caixa automática a ajudar também a uma condução mais tranquila. Tem a particularidade de tornar o motor mais audível, mas perdoa-se esse capítulo pela suavidade do conjunto.

FICHA TÉCNICA

NISSAN QASHQAI 1.6 DCI 4X2 TEKNA PREMIUM+
Motor: 4 cilindros em linha, 1598 cc, TGV, intercooler, injeção direta
Potência: 130 CV às 4000 rpm
Binário máximo: 320 Nm às 1750 rpm
Transmissão: Caixa automática (CVT), sete velocidades simuladas
Aceleração 0-100: 11,1 s
Velocidade máxima: 183 km/h
Consumo médio anunciado (medido) 4,7 l/100 km (6,8 l/100 km)
Emissões de CO2: 122 g/km
Comprimento/largura/altura 4394/1806/1595 mm
Distância entre eixos 2646 mm
Peso 1596 kg
Bagageira: 430-1598 litros
Pneus 225/45 R19
Preço base: 40.850€ (35.850€ com campanha)

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.