CUPRA: Os SEAT desportivos na idade da emancipação

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Podem ser bastante semelhantes a um qualquer modelo da SEAT que surja na rua e até fabricado na mesma fábrica. Mas, a partir de agora, um SEAT pode ser algo muito diferente. Pode ser um CUPRA, que é a mais recente marca automóvel com uma identidade própria e segundo a qual as versões mais desportivas dos automóveis da companhia de Martorell passarão a estar no mercado.

A apresentação desta nova marca teve lugar em Barcelona, sendo ainda revelado o seu primeiro modelo, o Ateca, um projeto que já há muito vinha a ser equacionado e que, na prática, era meramente uma questão de confirmação oficial por parte da SEAT. Fê-lo agora, mas também com o anúncio da criação de uma nova marca, a CUPRA, ao abrigo da qual será lançado esse e todos os projetos vindouros.

[LEIA MAIS] NOVO CUPRA ATECA: SUV desportivo por excelência

De acordo com o comunicado da marca, “CUPRA é sinónimo de exclusividade, sofisticação e performance. Chegou o momento de disponibilizar uma marca especial para entusiastas”, explicando-se assim a razão para o nascimento desta entidade emancipada em relação à SEAT.

Com este passo, a nova marca ganhará o seu próprio espaço em cerca de 260 concessionários SEAT, selecionados para tal em toda a Europa.

“[A marca] CUPRA é uma enorme oportunidade para a SEAT, para os nossos clientes e para o nosso negócio”, disse o Presidente da SEAT, Luca de Meo, abordando esta nova etapa da marca catalã. “Todo o projeto nasce do sonho de um conjunto de pessoas determinadas a conquistar um novo grupo de apaixonados pelo automóvel”, acrescentou o homem-forte da SEAT e agora também da CUPRA.

Além disso, CUPRA será também a marca que assumirá a divisão de competição, uma área que até aqui estava sob a responsabilidade da SEAT Sport e que será diretamente integrada na nova marca, procurando-se assim estabelecer uma relação de sinergias entre os dois departamentos. O primeiro esforço foi também revelado na forma do Cupra Leon TCR para o campeonato de carros de turismo.

Houve também espaço para outra estreia na forma do SEAT Leon CUPRA R ST, que herda detalhes exteriores e interiores em acabamento cobre, embora mantenha o motor 2.0 TSI de 300 CV, o sistema de tração integral 4Drive e a caixa de velocidades DSG, além dos componentes aerodinâmicos em fibra e carbono. Conta com “um emotivo som de escape, jantes em liga leve de tonalidade cobreada e travões performance”. O modelo ficará disponível no final do ano e também será mostrado no Salão Internacional Automóvel de Genebra.

Logótipo: Outra imagem

O logo CUPRA, revelado oficialmente há umas semanas, é inspirado na atitude tribal de algumas civilizações e reflete os valores que a nova marca quer transmitir: paixão, precisão, determinação e coragem.

A nova marca será parte da SEAT tal como outras empresas totalmente detidas pelo grupo o são, como a SEAT Metropolis:Lab Barcelona. Com esta decisão, a companhia procura diversificar a sua atividade, desenvolvendo novos modelos de negócio que possam ser lucrativos, ao mesmo tempo que continua a reforçar a sua posição financeira.

Parceiros fortes

Nesta primeira fase, a marca CUPRA criou parcerias com estúdios e criadores de produções em pequenas séries que desenvolverão produtos de “grande qualidade, exclusivos e de edição limitada”, de marcas como a L.G.R.,TRAKATAN ou a FABIKE, entre outras, que irão trabalhar em áreas de personalização. A marca CUPRA também deu início a colaborações com a DAINESE, NINCO e outras marcas que partilham a paixão pela competição, tecnologia e inovação.

Futuros projetos

Recém-lançada, a marca CUPRA já olha para o horizonte com um exercício de design no CUPRA Ibiza e CUPRA Arona. Ainda que estes modelos não estejam confirmados na gama CUPRA, são exercícios de design que mostram o potencial da nova marca em termos de estilo e de tecnologia e também da capacidade de aplicar os elementos CUPRA a diferentes segmentos.

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.