Novo Honda CR-V em Genebra: Agora para sete e com híbrido na gama

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

O novo Honda CR-V irá fazer a sua estreia oficial no Salão de Genebra, com a marca japonesa a garantir que esta nova geração do SUV mais vendido do mundo (de acordo com os dados da JATO Dynamics) irá dedicar mais atenção aos capítulos da qualidade, eficiência e habitabilidade. A este respeito, contará mesmo com uma opção de sete lugares.

Com um chassis mais sofisticado, a Honda pretende que o novo CR-V se destaque também pela “experiência de condução envolvente”, sem esquecer a vertente do conforto e as capacidades fora do asfalto. As dimensões são agora maiores do que as do seu antecessor, contando com maior distância entre eixos e uma postura mais robusta. Na bagageira, que foi pensada para ser bastante funcional, o piso de duas posições possibilita uma superfície lisa para transporte de objetos mais largos, enquanto o sistema de abertura automática do portão traseiro facilita o acesso à bagageira.

Esteticamente, o novo CR-V não revoluciona, preferindo antes uma tónica de evolução. Assim tem um design renovado e sofisticado, com cavas das rodas mais largas e musculadas, contornos mais evidenciados no capot e na traseira, bem como a assinatura luminosa já habitual de outros modelos da Honda.

Alguns dos detalhes exteriores foram pensados para melhorar a sua eficiência, como são os casos dos pilares A mais estreitos, para-choques esculpidos na dianteira e traseira e proteções inferiores, o que no seu conjunto possibilita que o novo CR-V seja um dos automóveis aerodinamicamente mais eficazes do seu segmento.

O novo design de interior incorpora uma filosofia horizontal do painel de modo a evidenciar o habitáculo mais espaçoso, ao acentuar a sensação de amplitude. O painel inclui dois ecrãs de 7 polegadas e a disposição dos comandos foi racionalizado com a criação de uma zona de gestão do ar condicionado muito simples, localizada abaixo da consola central.

Entre as funcionalidades destacadas pela Honda, o CR-V conta com o já mencionado portão traseiro de abertura automática, o qual pode ser programado de forma a evitar o contacto com tetos mais baixos, enquanto a flexibilidade do habitáculo é potenciada pela consola central com três posições de arrumação. Paralelamente, o rebatimento 60:40 dos bancos traseiros num movimento único possibilita uma utilização mais rápida e prática.

Opção para sete

Pela primeira vez, o Honda CR-V estará disponível com a opção de sete lugares. Quando escolhida esta opção, a marca assegura uma terceira fila de bancos com “espaço excelente para as pernas e em altura e, com um ângulo vertical de 101º”, além de ter sido também dedicada atenção ao acesso à terceira fila de bancos, graças à sua área de abertura mais larga e mais baixa.

Novos motores e chega o híbrido

Outra estreia na gama CR-V é a tecnologia híbrida da Honda. O novo Honda CR-V estará disponível com o Intelligent Multi Mode Drive (i-MMD) com um motor a gasolina i-VTEC de 2.0 litros e dois motores elétricos, com este sistema a demarcar-se por não recorrer a uma transmissão convencional. Alternativamente, uma unidade mais compacta, de relação fixa, proporciona uma ligação direta entre os componentes em movimento e uma transferência mais suave de binário.

Está também disponível o motor a gasolina 1.5 VTEC Turbo, associado a caixa manual de seis velocidades ou a uma caixa automática (CVT) opcional, ajustada para proporcionar uma resposta mais linear. As motorizações híbrida e gasolina incorporam tração dianteira de série, mas ambas podem ser disponibilizadas com a mais recente tecnologia de tração às quatro rodas da Honda – ‘Real Time AWD com Sistema de Controlo Inteligente’ – que proporciona ao Honda CR-V capacidades de todo-terreno.

A distância ao solo foi aumentada em 38 mm em todas as versões, até uma altura de 208mm na versão a gasolina AWD.

As primeiras unidade do Honda CR-V equipado com motor a gasolina VTEC Turbo de 1.5 litros são esperadas para o outono de 2018, seguindo-se as versões híbridas, no início de 2019.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.