A Honda é conhecida mundialmente pelos seus automóveis e motociclos, mas também tem produtos noutras áreas, como os motores para veículos aquáticos, através da Honda Marine, e pequenos aviões privados, através da HondaJet. E um dos modelos desta última que merece destaque, com a marca japonesa a evoluir e a transformar o seu modelo HondaJet Elite.

O avião Honda viu a sua autonomia ampliada em 17 por cento, subindo para as 1437 milhsa (2312 km), beneficiando de nova tecnologia de gestão de performance. O Elite permite planear melhor o estabelecimento da velocidade e da altitude apropriadas, mas também do fluxo de combustível para os motores. A HondaJet reclama para o Elite o consumo mais eficiente da sua classe de aeronaves.

A partir de agora, o avião Honda passa a estar equipado com uma nova aleta que reduz os barulhos de alta frequência causados pelo motor, tornando a viagem mais confortável para quem viaja na cabine. Em termos de segurança, o sistema consegue detetar o comprimento da pista e analisar quais são os ângulos ideais para levantar voo e para aterrar. O piloto automático também está sempre ligado, mesmo que o piloto humano esteja aos comandos.

No que diz respeito ao conforto dos ocupantes, a HondaJet equipou o Elite com um novo sistema de som Bongiovi, audível em toda a cabina, mas que não necessita de colunas de som. O interior também acrescenta cinto de segurança para o lavatório, máquina de café para a galé, e bancos executivos em cabedal de duas cores.