FOTO CC-BY-SA 3.0 Jartek/Wikimedia Commons

Imagine que ia viajar de avião. No check-in, não lhe dizem qual vai ser o seu lugar no avião. E quando chega ao portão de embarque, dizem-lhe que tem de se pesar para saber onde se vai sentar. Parece irreal? Não para a Finnair, que está a tentar instituir uma política de pesar os seus passageiros com a sua bagagem de mão.

A ideia tem algum mérito. Sabendo o peso correspondente a cada passageiro, a companhia aérea espera poder fazer uma melhor distribuição, para melhorar o balanço do avião, garantindo assim menores consumos de combustível e melhor estabilidade de voo e nas manobras de levantar voo e aterragem. A ideia não é nova, já que as linhas aéreas de Samoa cobram o valor do bilhete de acordo com o peso total.

A Finnair espera que os passageiros se submetam voluntariamente a esta pequena operação, e promete proteger esta informação. No entanto, poderá ter outras perguntas evasivas, pois há diferenças nos pesos totais de cada passageiro e bagagem conforme a estação do ano, o local para onde vão viajar e se vão viajar em férias ou negócios.