O táxi aéreo é uma ideia que começa a ganhar cada vez mais adeptos entre as empresas construtores na indústria aeronáutica. O espaço aéreo urbano arrisca tornar-se congestinado com propostas da Uber, Airbus e Elytron, por isso a Bell propõe um novo conceito de voar para o seu destino dentro da cidade. Este protótipo de cabine foi apresentado no CES, e mostrar apenas o que um táxi aéreo pode ser para os passageiros.

Como construtora de helicópteros, a Bell está habituada a criar máquinas desenvolvidas para aterrar com segurança em qualquer lugar, e como aproveitar ao máximo o espaço no interior da carlinga. Para um táxi aéreo, que a Bell estar quase ao virar da esquina em termos cronológicos, é necessário que este seja uma experiência confortável para os seus utilizadores.

A Bell propõe um interior com espaço para quatro passageiros, onde todos podem descansar ou trabalhar, partilhando um filme ou fazendo uma conferência online, ou simplesmente tendo uma reunião entre eles ou até isolarem-se do mundo e dormirem uma soneca durante a viagem.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.