Citroën Ami One Concept: Mobilidade revolucionária que nem precisa de carta

19/02/2019

No ano do seu centenário, a Citroën revelou um concept para os tempos modernos, o Ami One, que será revelado no Salão de Genebra e que mostra um novo conceito de mobilidade urbana sem emissões, respondendo ao desafio de transição energética das grandes cidades.

Respondendo à assinatura de marca “Inspired By You”, o Ami One Concept é apresentado não como um veículo, mas como um “objeto acessível sem necessidade de carta de condução”, acompanhado de um ecossistema digital “global e inovador, ao serviço de uma experiência automóvel moderna, mais abordável e convivial”.

Este dispositivo repensa o percurso do cliente e propõe uma utilização ‘à la carte’, variando dos cinco minutos aos cinco anos, que vai do carsharing à compra, passando pelo aluguer. Integra uma app móvel que permite a gestão da relação com o objeto e dá acesso a um portal de serviços, simplificando cada trajeto.

Neste contexto, o Ami One Concept foi pensado como uma alternativa aos transportes públicos (autocarros, elétricos, metropolitano) e a outros sistemas de transporte individual de duas rodas (bicicletas, scooters ou trotinetes), oferecendo espaço para dois ocupantes e maior proteção em caso de mau tempo, por exemplo. O concept destina-se a todas as pessoas a partir dos 16 anos de idade.

Mobilidade ‘à la carte’

Este conceito tem diferentes formas de mobilidade apresentada. No caso de um período curto, de cinco minutos a cinco horas, o objeto de mobilidade é colocado à disposição num determinado local por um determinado tempo, através de uma proposta de carsharing operada pela marca Free2Move. A app dedicada às novas mobilidades permite escolher o Ami One Concept em apenas alguns cliques.

Para mais tempo, variam as modalidades em que é oferecido: para cinco dias, é proposto sob a forma de um aluguer de curta duração, através de uma reserva online a partir do site Citroën Rent&Smile. Para cinco meses, há outra proposta, enquanto que, para cinco anos, o Ami One surge com uma proposta de Aluguer de Longa Duração, incluindo bateria, manutenção e estacionamento, com pagamentos mensais. O processo de compra 100% online permite ao cliente escolher o local de entrega: em sua casa ou no ponto de venda mais próximo.

Para acompanhar esta experiência de cliente inovadora, a Citroën imagina os “Balcões Ami One”, um espaço digitalizado que prefigura aquele que poderá tornar-se num distribuidor automático do veículo no centro das cidades, permitindo obter informações sobre o produto e sobre as opções possíveis, de cinco minutos a cinco anos. Estes balcões poderão ainda surgir noutros espaços, como os Centros Comerciais.

A marca preparou ainda uma aplicação móvel que permite ao utilizador gerir as configurações das diferentes aplicações, mas também estender a sua experiência a partir do smartphone. Acede, então, à distância às informações da sua área pessoal (consumo, estado de carga) e a um portal de serviços essenciais para as suas necessidades de deslocação pela cidade (busca de estacionamento, geolocalização, etc). Para maior facilidade e segurança, esta aplicação dedicada é controlada por comando vocal.

Esta aplicação apoia-se, nomeadamente nos “Free2Move Services” que permitem facilitar as deslocações em viatura via geolocalização dos parques de estacionamento, do lugar de estacionamento, desmaterialização dos pagamentos, etc.

Além disso, há ainda um conceito de duas aplicações integradas que facilita a vida dos utilizadores. O Charging Pass permite ao titular de um veículo eletrificado localizar e aceder aos terminais elétricos compatíveis com o seu veículo, assentando nos Free2Move Services, que fazem uma pré-seleção de acordo com três critérios: distância, velocidade e, finalmente, o preço de recarga. É exibida uma listagem por defeito, mas o cliente pode aceder ao mapa de terminais. Uma vez selecionado o Terminal no ecrã do smartphone, o utilizador pode enviar o destino para o seu smartphone através da sua app de orientação preferida (Waze, Google Maps, etc.).
Copyright Maison Vignaux @ Continental Productions

Complementar ao Charging Pass, o Trip Planner é um guia que tranquiliza o condutor, oferecendo-lhe a melhor rota tendo em conta a autonomia residual, a utilização do veículo e a localização dos pontos de carga na estrada. Pode estimar a duração da viagem, incluindo o tempo de carregamento.

Velocidade controlada

Adequado à vida urbana, o Ami One Concept desloca-se a uma velocidade máxima de 45 km/h, para 100 km de autonomia. A recarga da sua bateria de iões de lítio, localizada sob o piso, faz-se facilmente através do cabo de alimentação que, uma vez conectado a um terminal de carregamento público ou a uma Wall Box, permite que em duas horas se obtenha uma carga completa (também pode ser ligado a uma tomada caseira, através de um adaptador).

Para maior segurança em ambiente urbano, conta com uma assinatura sonora, trabalhada pela agência Start-Rec com os designers da Citroën: adota uma música inédita e orgânica que mistura vozes masculinas e femininas, demarcando-se do clichê digital do tipo robô.

a carregar vídeo

O acesso ao interior faz-se através de um smartphone, recorrendo a um código QR, presente na base em alumínio do puxador das portas. Uma vez a bordo, o condutor deverá virar o telemóvel na sua direção, colocando-o no local dedicado, uma área de carregamento sem fios (por indução), permitindo, assim, o início da ‘conversação’ entre o veículo e o utilizador. Com a app iniciada, a animação faz-se sob a forma de bolhas que são projetadas para a lâmina refletora, colocada no campo de visão do condutor, à semelhança de um head-up display. Poderá, a partir de então, aceder a funções do tipo infotainment ou de navegação. O Interface Homem-Máquina do Ami One Concept foi concebido como um assistente pessoal para interação com o condutor, operando-se a partir de dois botões no volante: um comando de voz para chamar o assistente e um menu de rolagem para navegar entre as diferentes apps.

Simplificado, o cluster de instrumentação é formado por um ecrã de 5”, que concentra o conjunto de informações úteis (velocidade, alerta de indicadores de mudança de direção, etc.). Destaca-se por um grafismo em linha com os apontamentos coloridos dos têxteis interiores (Orange Mécanique e Out of the Blue). No lado direito dessa “ilha de condução” há um cilindro que agrupa o botão de arranque, o botão de “alerta”, o seletor da caixa automática, bem como uma coluna Bluetooth com regulação de volume.

Arrumadinho

A sua silhueta cúbica e de dimensões ultracompactas resume-se a um bloco sólido com 2,5 metros de comprimento, 1,5 metros de largura e 1,5 metros de altura. Mas, apesar disso, procura também oferecer arrumação, com espaços distribuídos pelo habitáculo. O ‘ilhéu de condução’ do lado do condutor permitiu às equipas de estilo Citroën criar uma área de arrumação no lado do passageiro, podendo ali acomodar uma mala de formato cabina e uma bolsa de mão. Atrás, uma bandeja acessível, graças ao rebatimento do banco do condutor, pode, pontualmente, acomodar alguma bagagem e incorpora uma Safety Box, composta por um colete amarelo e um triângulo de sinalização.

Um conjunto de bagagem exclusivo – composto por uma mochila especialmente dimensionada para o espaço de arrumação localizado à frente do passageiro, um saco de compras e um saco de viagem cilíndrico – foi projetado para complementar este concept. Desenvolvidos em parceria com a Damien Béal, estes acessórios de moda retomam os materiais e o tema de cores do habitáculo.

A marca criou até um grupo de produtos de lifestyle em parceria com diversas outras companhias de âmbitos diferentes, compreendendo artigos tão variados como um corta-vento, coluna Bluetooth, porta-chaves ou cabos de recarga.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.