Até 1950, a Daimler Motor Company (ligada de forma ténue e indireta com a Mercedes-Benz) fornecia os carros à realeza britânica e às altas patentes do seu governo. Depois de 1950, perdeu essa posição para a Rolls-Royce, passando a usar o slogan “Daimler é para a nobreza, Rolls-Royce é para os novos-ricos”. Mas antes disso os seus carros de luxo tinham uma posição de destaque no Reino Unido. Incluindo este exemplar, usado pelo primeiro-ministro Winston Churchill entre 1944 e 1949.

O antigo carro de Winston Churchill é o último Daimler SP18 Drophead Coupé construído antes da Segunda Guerra Mundial a sobreviver até aos dias de hoje. Este exemplar foi também alvo de modificações em relação ao original, com uma carroçaria construída pela Carlton Carriages, e um altifalante montado no capô e usado para falar diretamente com o público em paradas e em campanha eleitoral.

Apesar de luxuoso, o DB18, mais conhecido na época como Daimler 2 ½, tinha dimensões compactas, razão porque foi escolhido por Churchill, pois o público podia ficar mais perto. Usava uma versão de 2522 cc do motor de seis cilindros de válvulas à cabeça, e foi o primeiro Daimler a utilizar uma confortável suspensão independente. Foi restaurado recentemente pelo valor de 120 mil libras (137 mil euros), e vai ser mostrado ao público dentro de duas semanas.

A marca Daimler foi comprada pela Jaguar em 1960, e passou a construir versões de luxo das varias gerações de modelos XJ, mas o último Jaguar Daimler deixou de ser produzido em 2007.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.