Da garagem para o trono: os carros que levaram a realeza ao altar

Alexandra Beny
Jornalista

O casamento do Príncipe Harry com Meghan Markle concretiza-se já este sábado, colocando os fãs mais românticos da Família Real britânica em alvoroço. Estão previstas milhares de pessoas nas ruas de Windsor para celebrar a união do mediático casal. Pelo meio, podem ver outras estrelas do asfalto.

Tal como manda a tradição, os veículos de alta cilindrada vão desfilar durante durante o evento. Algo interessante, se recordarmos o gosto por automóveis da Rainha Isabel II. Sua Majestade é fã de carros e faz mesmo questão de assumir o volante de algumas das suas viaturas.

Antes de ser coroada em 1953, Isabel II recebeu um Rolls-Royce Phantom IV como presente de casamento da Royal Air Force em 1947. Depois de pintado com as cores oficiais da casa Real, o automóvel, considerado como um dos preferidos da rainha, marcou presença em várias ocasiões.

Para assistir ao casamento do neto William com Kate Middleton, a 29 de abril de 2011, Isabel II e o Duque de Edimburgo deslocaram-se num Bentley State Limusine oferecido pela marca britânica em 2002 por ocasião do 50º aniversário do reinado.

A noiva foi encaminhada no Rolls-Royce Phantom VI oferecido a Isabel II pelo seu Jubileu de Prata. O veículo de sete lugares tem vidro temperado e um modelo prateado feito sob encomenda de St.George matando um dragão, em vez do emblemático Spirit of Ecstasy.

Nesse dia, a cereja no topo do bolo foi o Aston Martin DB6 Mk2 Volante conduzido por William do Palácio de Buckingham até Clarence House. O DB6 foi um presente de aniversário da rainha para o Príncipe Carlos, quando este completou 21 anos.

Uma casa sueca, com certeza

E se em Inglaterra, as marcas britânicas reinam (naturalmente), na Suécia também se aposta na prata da casa. A Volvo foi a marca escolhida para o casamento do Príncipe Carl Philip e Sofia Hellqvist em 2015. Os convidados foram transportados de aeroportos e hotéis para a cerimónia em Slottskyrkan de Volvo XC90.

A marca sueca foi protagonista em 2010, no casamento entre a princesa Victoria e Daniel Westling, com edições especiais do S80 e V70 preparados para a ocasião com pintura especial e bordados alusivos ao evento, presentes nos encostos de cabeça.

No Principado fala-se japonês

Um pouco mais a sul, mais exatamente no Mónaco, a Lexus foi a marca escolhida pelo principado para transportar o casal Príncipe Alberto II do Mónaco e Charlene Duchatelet.

Em julho de 2011, o modelo utilizado fora um exclusivo LS 600h Landaulet com um teto de policarbonato transparente. A conversão foi realizada pela construtora belga, Carat Duchatelet, com o projeto a levar mais de 2.000 horas para ser concluído. Segundo a Lexus, o tejadilho apresentou o maior desafio, sendo uma peça única sem reforços ou pilares.

Além disso, o Lexus pintado de Midnight Blue percorreu o seu trajeto nas ruas de Monte Carlo em modo elétrico.

Antes, em 1956, o ícone de Hollywood Grace Kelly chegou num Rolls-Royce Silver Wraith para se casar com o Príncipe Rainier III. Foram depois presentados pela marca com um Silver Cloud III.

É ouro, senhor. É ouro

Mas, para admirar verdadeiras joias da coroa, é preciso viajar até ao Brunei. O sultão, apaixonado por automóveis raros, conta com uma coleção invejável no valor de 4 mil milhões de dólares. Entre os bólides, consta uma fantástica e alegórica limusine Rolls Royce Silver Spur, que de “silver” (prata) pouco tem. O dourado é a cor predominante deste carro de 14 milhões de dólares, que apresenta detalhes em ouro de 24 quilates com fartura.

Esta obra-prima “kitch” foi utilizada em 2014 no casamento do príncipe Al-Muhtadee Billah.

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.