Dono da chinesa Geely torna-se maior acionista da Daimler

Após os vários rumores, ficou mesmo confirmada a aquisição por Li Shufu, dono da Geely, de 9,69% das ações do grupo que detém a Mercedes e a Smart.

Ficou finalmente confirmada a entrada do proprietário da Geely, Li Shufu, no consórcio que detém a marca premium líder a nível mundial. Com um investimento avaliado em perto de 7,3 mil milhões de euros, este empresário ficou agora na posse de 9,69% das ações do Grupo Daimler, que inclui a Mercedes e a Smart. Isto significa que os rumores que estavam a circular desde o ano passado eram, afinal, bastante modestos, pois apontavam apenas para a aquisição de uma quota de 5% do capital da marca. Com este investimento, o empresário chinês supera os 7,6% das ações na posse do fundo Kuwait Investment Authority.

Apesar deste investimento ser visto por analistas como uma forma da Geely tentar forçar a Daimler a uma aliança no campo das motorizações elétricas, os responsáveis do grupo germânico referem que este foi um investimento pessoal de Li Shufu, a quem deram as boas vindas na empresa.

“Estamos muito felizes por, com o Li Shufu, termos ganho mais um investidor a longo-prazo que está convencido das nossas proezas tecnológicas, estratégia e potencial futuro.A Daimler conhece e respeita Li Shufu como um empresário chinês com particular competência e pensamento inovador”. Este é mais um passo na expansão da rede de influências da Geely, que já tinha adquirido em 2010 a Volvo Cars. Recentemente tornou-se na accionista maioritária da Lotus e está também com a intenção de fazer o mesmo na Volvo Trucks.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.