Autocarros escolares elétricos vão chegar aos EUA

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Veículos icónicos em muitas cidades dos Estados Unidos da América, os famosos autocarros escolares amarelos poderão vir a ser, muito em breve, movidos por motores elétricos num esforço para tornar a mobilidade mais sustentada naquele país.

Pelo menos, esse é o objetivo da Daimler, grupo alemão que detém marcas como a Mercedes-Benz ou smart, mas também fabricantes de autocarros como a Setra ou a subsidiária Thomas Built Buses.

Esta companhia, fundada em 1916, prepara-se para entrar no campo dos autocarros escolares elétricos, com o primeiro protótipo a ser o ‘Jouley’, ainda que o nome oficial deste veículo seja ‘Saf-T-Liner C2’.

Este veículo, que integra muita da tecnologia disponibilizada pela Daimler no campo dos elétricos, tem uma autonomia de 160 quilómetros e um conjunto de baterias de 160 kWh, sendo que uma das suas particularidades é a possibilidade de equipar mais baterias para uma maior autonomia, sendo esse um dos seus opcionais mais interessantes. A lotação apontada pela companhia é de 81 passageiros, que podem assim “viajar para a escola de forma segura, silenciosa e sem emissões”.

Previsto para chegar à fase de produção em 2019, o ‘Jouley’ irá liderar o ‘ataque’ da Thomas Built Buses ao mercado de transportes escolares nos EUA, país onde já detém uma quota de mercado de 38,7%.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.