Mesmo depois de se ter reformado da gestão da Microsoft, Bill Gates continua interessado em participar em projetos grandes e inovadores. Neste caso, juntou-se a David Keith, cientista baseado na Universidade de Harvard, e Norman Murray Edwards, empresário canadiano com experiência na área da energia, para criar a Carbon Engineering, uma empresa que pretende retirar o dióxido de carbono para o transformar em combustíveis.

A Carbon Engineering junta-se a outros projetos semelhantes, como a Climeworks ou Innovator Energy, que reciclam o CO2 em produtos para aplicações agrícolas e industriais. O projeto de Bill Gates é o primeiro que quer reaproveitar o CO2 para fazer combustíveis, com o processo Air 2 Fuels. O CO2 é extraído do ar através de ventoinhas, e combinado com hidrogénio obtido através de eletrólise, para criar uma mistura de sintética de gasolina e gasóleo.

O combustível derivado do processo Air 2 Fuels é feito em conjunto com a empresa americana Greyrock, que tem como objetivo fazer algo semelhante a biofuel, mas necessitando de muito menos área e energia para produzir um combustível menos poluente que a gasolina.